Tamanho do texto

No Brasil, o compacto terá apenas o visual mudado para ganhar mais apelo diante dos novos rivais que estão por vir

Nova geração do Ford Fiesta começa a ser produzida na fábrica em Colônia (Alemanha) e funcionários comemoram
Divulgação
Nova geração do Ford Fiesta começa a ser produzida na fábrica em Colônia (Alemanha) e funcionários comemoram

É dado início à produção da nova geração do Ford Fiesta em Colônia (Alemanha). O carro ganhou 72 milímetros de comprimento, outros 12 mm de largura e 4 mm de entreeixos, o que ajudou a aumentar um pouco o espaço interno. Além disso, o nível de acabamento passa a ser mais caprichado e a suspensão recebeu nova calibragem até para poder trabalhar com as rodas de aro 18 da versão esportiva ST.  

LEIA MAIS: Novo Ford Fiesta é apresentado na Europa e terá versão aventureira

Entre as opções de motor, a Ford vai oferecer o premiado 1.0 EcoBoost, a gasolina, de três cilindros, que será o primeiro modelo do gênero a ter desativação de cilindros para se tornar ainda mais econômico. No Brasil e em outros países do mundo, o Ford Fiesta também poderá ser equipado com o novo 1.5, também trilíndrico, que rende até 137 cv com apenas etanol no tanque. Porém, aqui a fabricante vai adotar apenas o visual da nova geração.

Ainda entre as mudanças no compacto, destaca-se o interior com novo multimídia, com tela de 8 polegadas, sensível ao toque e que funciona com SYNC 3, compatível com Apple Car Play e Android Auto. E na lista de dispositivos eletrônicos há sistema faz o carro estacionar sozinho em vagas perpediculares, alertas sobre ponto cego, mudanças indevidas de faixa e colisão iminente, além de piloto automático adaptativo (mantém uma distância constante do carro da frente). 

LEIA MAIS:  Ford apresenta novo motor 1.5, de três cilndros, que estará no Eco e no Fiesta

Fiesta volta a ter versão com apelo aventureiro

Ford Fiesta
Divulgação/Ford
Ford Fiesta

A Ford aposta numa versão com uma pegada aventureira do Fiesta para vários mercados, a Active. O carro segue a receita de ter posição de dirigir mais alta e uma série de detalhes estéticos diferenciados, como proteções emborrachadas nos para-lamas, anteparos nos para-choques e barras na capota para ajudar a levar bagagem extra, além de rodas exclusivas montadas em pneus de uso misto e ajuste especial da suspensão. 

LEIA MAIS:  Ford Fiesta 1.0 EcoBoost encara o VW Golf TSI 1.0 numa briga acirrada

Existem chances dessa versão também ser vendida no Brasil quando o Ford Fiesta feito em São Bernardo do Campo (SP) receber a renovação no desenho, entre outras mudanças. Mas terá que mudar de nome, que poderá ser Trail, assim como a marca adotou no Ka com apelo aventureiro. Isso porque Active já é usado pela Chevrolet não apenas no Onix, mas também na minivan Spin. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.