Tamanho do texto

Sucesso de Kicks anima Nissan para apostar em mais utilitários esportivos. Edição especial da picape média Nissan Frontier será lançada em 2018

A Nissan Frontier Attack é um conceito pronto para virar realidade - chega às lojas em 2018
Nicolas Tavares/iG Carros
A Nissan Frontier Attack é um conceito pronto para virar realidade - chega às lojas em 2018

Para os argentinos, a novidade da Nissan no Salão de Buenos Aires é a chegada do Kicks, por enquanto importado do México. Para nós, as notícias estavam um pouco mais escondidas. Começa com a Frontier Attack, versão especial apresentada em seu estande em forma conceitual e que a fabricante já confirma: chegará às concessionárias em 2018. Além disso, o presidente da marca afirma que estudam trazer outros quatro SUVs ao Brasil.

LEIA MAIS: Nissan Kicks SV mostra no dia que é a versão ideal do SUV. Veja a avaliação

O problema da Frontier é que a Nissan precisa esperar pela produção na Argentina. A fábrica está em processo de expansão e atualização, o que deixa a fabricação apenas para o segundo semestre do ano que vem. Será neste momento em que a picape média receberá outras versões, tanto as configurações intermediária e de entrada, quanto o modelo especial Attack – a marca já usou essa nomenclatura anteriormente.

Baseada na versão LE, a Frontier Attack tem motor 2.3 turbodiesel de 190 cv e 45,9 kgfm de torque
Nicolas Tavares/iG Carros
Baseada na versão LE, a Frontier Attack tem motor 2.3 turbodiesel de 190 cv e 45,9 kgfm de torque

O que muda, pelo menos no conceito do Salão de Buenos Aires, é a suspensão que aumentou a distância livre do solo em 40 milímetros, rodas pretas de 17 polegadas com pneus especiais para off-road e santantônio. Seu design é mais agressivo, recebendo pintura vermelha com detalhes em preto fosco, como capô e teto. Aproveitam a cor escarlate nas costuras dos bancos e nos contornos das saídas de ar e da alavanca de câmbio.

É baseada na versão topo de linha LE, com motor 2.3 turbodiesel, que gera 190 cv e 45,9 kgfm de torque, combinado ao câmbio automático de sete marchas e com tração integral. A estratégia é deixar a Frontier como uma opção mais cara, apenas com motores diesel, enquanto a futura Renault Alaskan, versão da marca francesa, seja posicionada abaixo, oferecida somente em modelos movidos a gasolina.

LEIA MAIS:  Novo Nissan March é revelado por completo. Deve chegar ao Brasil em 2018

Mais SUVs

Com 4,64 metros de comprimento, o X-Trail seria um bom rival para a nova geração do Honda CR-V
Nicolas Tavares/iG Carros
Com 4,64 metros de comprimento, o X-Trail seria um bom rival para a nova geração do Honda CR-V

Não é nenhuma surpresa que o Kicks mudou o jogo da Nissan no Brasil. Estava brigando venda a venda com Jeep Renegade e Hyundai Creta. Perdeu ritmo com a transição da produção mexicana para o complexo em Resende (RJ). Agora que o modelo nacional chega às lojas, acredita que retornará a disputar a segunda colocação entre os SUVs compactos e, quem sabe, incomodar o Honda HR-V.

Com o Jeep Compass bombando, começam a olhar com mais carinho para utilitários de outros tamanhos. Marco Silva, presidente da Nissan do Brasil, confirma à reportagem de iG Carros que há planos para mais quatro SUVs: Murano, Pathfinder, Qashqai e Murano. Buscam pela estratégia correta e sinais de que o mercado irá melhorar, para não trazer um produto que acabará encalhando nas vendas – como o sedã Altima, que saiu de linha recentemente.

LEIA MAIS:  Nissan Frontier aposta em preço menor que as rivais na briga das picapes

Crossover é o que não falta. O Nissan Qashqai já foi cogitado para o Brasil e mede 4,37 metros de comprimento, ficando logo acima do Kicks (que tem 4,29 m) e mirando no Jeep Compass. Com 4,64 m, o X-Trail seria uma aposta ainda mais cara, brigando com Honda CR-V. O Murano é ainda maior, medindo 4,88 m e mais próximo do Hyundai Santa Fe. Por fim, o Pathfinder pode voltar ao Brasil, capaz de levar sete passageiros e com 5 metros de comprimento.

*Viagem a convite da General Motors

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.