Tamanho do texto

Com o fim do Inovar-Auto, Kia anuncia novos carros para o ano que vem. Saiba mais sobre os planos da Kia para o País após o fim do “Super IPI”

Com a mesma base que o Kia Rio, o novo Stonic é um dos modelos cotados para chegar ao Brasil em 2018
Divulgação/Kia
Com a mesma base que o Kia Rio, o novo Stonic é um dos modelos cotados para chegar ao Brasil em 2018

A Kia é uma das marcas que mais esperam pelo fim do Inovar-Auto, que vai até dezembro deste ano e já prepara o lançamento de três carros para 2018. Isso porque o fim do programa irá causar uma redução no imposto de importação e mudar o sistema de cotas. Livre para trazer mais carros por ano sem que o preço aumente pelas taxas, o Grupo Gandini já promete a nova geração do Picanto, o hatch Rio e um SUV compacto, que deve ser o novo Stonic.

LEIA MAIS: Kia Stonic vira aposta da marca para entrar na briga entre os SUVs

Em comemoração aos 25 anos no Brasil, a Kia concedeu uma entrevista ao site Automotive Business e revelou parte de seus planos. José Luiz Gandini, presidente do Grupo Gandini, representante da Kia no Brasil, está mais feliz em comemorar o fim dos 30 pontos extras de impostos de importação. “Com a paridade tributária, não tenho dúvida de que a Kia voltará a ter força o suficiente para recuperar a rede de concessionárias (...) Os mercados fechados só prejudicam os consumidores”, explica.

O chamado “Super IPI” bateu mais forte na fabricante coreana, que vinha ganhando mercado com o Picanto e o utilitário Sportage. Planejava erguer uma fábrica no Brasil porém, com o aumento nos impostos e as cotas anuais de importação, viu seu mercado encolher e cancelou os planos da produção nacional. Desde então, tenta convencer o governo a rever o programa, que foi condenado pela Organização Mundial do Comércio pelas restrições tarifárias superprotetoras.

Vida nova

Antes sucesso de vendas da marca, o Picanto irá tentar de novo conquistar o brasileiro com a nova geração
Divulgação/Kia
Antes sucesso de vendas da marca, o Picanto irá tentar de novo conquistar o brasileiro com a nova geração

A mudança do regime automotivo fará muito bem para a Kia. A marca já promete três modelos no ano que vem. O primeiro deles é a nova geração do Picanto, revelada recentemente e que já foi vista circulando no Brasil. Tanto Kia quanto Hyundai testam o compacto – nosso colunista Glauco Lucena, disse em sua coluna AutoBuzz que a Hyundai irá usar o pequeno como base para um novo modelo nacional abaixo do HB20.

LEIA MAIS: Hyundai testa no Brasil modelo menor que o HB20. Saiba mais detalhes

O Kia Rio chegar ao Brasil, será o
Divulgação/Newspress
O Kia Rio chegar ao Brasil, será o "primo rico" do HB20, custando um pouco mais do que o modelo nacional

O outro modelo já confirmado é o muito atrasado Rio. O hatchback é prometido há tempos e sempre atrasado. A marca pretendia coloca-lo nas lojas no ano passado, para aproveitar os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Porém, a fábrica no México teve problemas com o governo local e atrasou o início da produção. Agora a Kia do Brasil prefere esperar por 2018 para que a conta para trazê-lo ao País feche.

Por fim, a Kia diz que trará um SUV “de pequeno porte”. Tudo indica que será o novo Stonic , apresentado em junho, por usar a mesma plataforma que o Rio, facilitando sua produção no México, além de ser a aposta global da fabricante e mostrar a evolução da linguagem de design. O KX3, antes cotado para o Brasil, deve seguir disponível apenas para os chineses. Deve ser o último a chegar, com lançamento no final de 2018.

LEIA MAIS:  Mercado de carros importados vai renascer em 2018 e isso é bom para todos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.