Tamanho do texto

De acordo com balanço da Fenabrave, marca coreana fica só 204 unidades atrás da rival no volume acumulado dos seis primeiros meses do ano

Hyundai HB20 é um dos apenas três modelos que a marca produz na sua fábrica em Piracicaba (SP)
Divulgação
Hyundai HB20 é um dos apenas três modelos que a marca produz na sua fábrica em Piracicaba (SP)

No relatório de vendas do primeiro semestre da Fenabrave (Federação Nacional dos Distribuidores de Veículos) um dos dados que mais chamam atenção fica por conta da participação de mercado da Hyundai muito próximo da Ford. De acordo com o balanço, no acumulado dos primeiros seis meses do ano, a fabricante coreana teve 9,41% ante 9,43% da concorrente, o que representa uma diferença de apenas 204 unidades.

LEIA MAIS: Veja quem ganhou, perdeu e o que pode mudar no setor automotivo nacional

 Vale lembrar que a Hyundai tem somente uma fábrica em Piracicaba (SP), com capacidade de produção de 250 mil unidades por ano, que opera no limite. E que a Ford fabrica seus modelos em duas fábricas, uma em Camaçari (BA), com capacidade de 250 mil unidades e outra em São Bernardo do Campo (SP), que pode produzir 100 mil unidades anuais.

Outro ponto que precisa ser levado em conta é que a Hyundai conta com três modelos na sua linha (HB20, HB20S e Creta) e a Ford tem 7 principais modelos (Ka, Ka+, Fiesta, Focus,Focus Fasback, Fusion e EcoSport), além da picape Ranger e do SUV Edge. Com a chegada do EcoSport renovado às lojas, no mês que vem, e com o Fiesta reestilizado, previsto para o fim do ano, provavelmente, a marca americana deverá  recuperar participação nas vendas.

LEIA MAIS: Ressaca da crise está chegando e os lançamentos vão rarear nos próximos anos

O mercado como um todo

Além disso, outro dado importante observado nas vendas do semestre é a primeira alta em seis meses seguidos depois de  quatro anos com apenas quedas, o que é um sinal de recuperação convincente. Na comparação do acumulado dos primeiros seis meses desse ano com janeiro a junho de 2016, houve alta de 4,25% (991.475 unidades ante 951.098). Mas, no mês passado, aconteceu uma leve queda nas vendas de 0,47% se comparado ao mês anterior (1.89.229, ante 190.122). 

LEIA MAIS: Hyundai testa no Brasil modelo menor que o HB20. Saiba mais detalhes

Apesar disso, o resultado positivo do semestre mostra que o pior da crise no setor automotivo já passou e que agora passa a ter início um lento período de recuperação do mercado. Entretanto, haverá uma entressafra de lançamentos importantes nos próximos 3 ou 4 anos, quando as novidades deverão se resumir apenas em novas versões, ou em modelos renovados, uma vez que os frutos de investimentos mais pesados serão colhidos somente depois desse período de retomada. Confira abaixo como ficou a participação nas vendas das 10 principais fabricadas do Brasil, no acumulado de janeiro a junho de 2017, cosiderando automóveis e comerciais leves.

1 - GM - 17,7%

2 - Fiat - 13,6%

3 - VW - 12,6%

4 - Ford - 9,43%

5 - Hyundai - 9,41%

6 - Toyota - 8,49%

7 - Renault - 7,88%

8 - Honda - 6,09%

9 - Jeep - 3,63%

10 - Nissan - 3,00%



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.