Tamanho do texto

O modelo começou a ser feito no País em 1957 e se tornou um grande sucesso. Confira fotos, versões e curiosidades sobre o utilitário

Volkswagen Kombi Last Edition marcou o fim da produção do utilitário no Brasil, no final de 2013
Divulgação
Volkswagen Kombi Last Edition marcou o fim da produção do utilitário no Brasil, no final de 2013

Se você é um ser humano, e mora em qualquer lugar desse planeta, com certeza já cruzou com uma Kombi na sua vida. Talvez tenha tido uma na família, foi para a escola a bordo do modelo para passageiros, ou apenas curtiu um passeio. Não é raro uma história de vida ter uma Kombio no enredo. E para homenagear um carro tão emblemático de nossa indústria em seu dia, a reportagem do iG Carros relembra algumas das edições mais especiais que transformaram a o utilitário em um ícone. 

LEIA MAIS: Nova VW Kombi vai ser produzida, confirma fabricante.

Mas antes, é interessante entender como ela surgiu. A Kombinationsfahrzeug (ou veículo multi-uso, em alemão), foi projetada na década de 1940 por um importador holandês chamado Ben Pon. Seu rascunho imaginava um veículo de transporte feito com base no chassi do Fusca, e deu muita dor de cabeça aos projetistas por conta de sua fragilidade. Em 1950, a Kombi ganharia as ruas para a construção de uma história sem volta e cheia de episódios. Confira na galeria abaixo algumas imagens em que o utilitário aparece de maneriras diferentes. 

A VW Kombi começou a ser montada no Brasil em 1953, pelo grupo Brasmotor. Quatro anos depois, veio a nacionalização. A Kombi não foi apenas o primeiro Volkswagen a ser fabricado no Brasil, mas é também o modelo que ficou mais tempo em produção por aqui. É difícil afirmar se a Kombi teria durado mais tempo no mercado brasileiro após o fim de sua produção, em dezembro de 2013,  por conta da obrigatoriedade de freios ABS e duplo airbag em todos os carros produzidos no País, a partir de janeiro de 2014. 

LEIA MAIS: Veja a homenagem que a Kombi recebeu no Salão de Genébra (Suíça).

No começo de 2014, Guido Mantega, então Ministro da Fazenda, sugeriu a criação de uma exceção para os veículos como a Kombi, pelo impacto que sua ausência poderia causar na economia brasileira. A ideia não foi pra frente, e a solução a curto prazo da Volkswagen foi lançar uma versão furgão da picape Saveiro. Até hoje, a Kombi não possui um substituto direto na Volkswagen. Ao longo de seus 56 anos no mercado, a Kombi contou com diversas edições especiais. Conheça algumas delas.

Kombi Carat

Volkswagen Kombi Carat
Divulgação
Volkswagen Kombi Carat

Surgiu em 1998, com a exigência de que a Kombi recebesse injeção eletrônica multiponto no motor a ar. A medida melhorou a potência, consumo, dirigibilidade e regulagem do motor. A versão Carat integrava um pacote luxuoso, com bancos de veludo, interior forrado e 7 lugares, sendo 2 individuais na frente, 2 no meio e 3 no último banco. A versão durou dois anos no mercado.

Kombi Série Prata

Volkswagen Kombi Série Prata
Divulgação
Volkswagen Kombi Série Prata

Marcou a despedida do motor a ar, que deixou de atender as novas regras de emissão que o Governo adotou em 2005. Foram apenas 200 unidades com pintura exclusiva, vidros esverdeados e detalhes de acabamento. A partir desse ano, a Kombi passou a vir com uma adaptação 1.4 do motor que era utilizado no Fox e no Polo.

LEIA MAIS: Volkswagen mostra Kombi do futuro que dispensa motorista. Confira!

Kombi 50 Anos

Volkswagen Kombi 50 Anos
Divulgação
Volkswagen Kombi 50 Anos

A celebração dispensa comentários. Foram 50 unidades muito exclusivas que a Volkswagen produziu em 2007 com pintura saia-e-blusa em tom vermelho e branco. Entre as edições especiais da Kombi, essa é a mais difícil de ser encontrada.

Kombi Last Edition

Volkswagen Kombi Last Edition
Divulgação
Volkswagen Kombi Last Edition

Enfim, a despedida. Depois de 56 anos de produção, a Kombi deu seu adeus definitivo ao mercado brasileiro. A Last Edition surgiu por um preço que assustou os entusiastas. À época, uma Kombi tradicional custava pouco mais que R$ 40 mil, e a Volks pedia o dobro pela Last Edition. Foi, de longe, a configuração mais completa, contando até com rádio Bluetooth, revestimento especial nos bancos e cortinas. O acabamento cromado nos faróis dianteiros foi levemente alterado para dar a impressão de olhos cheios de lágrimas. A Volkswagen recebeu prêmios de publicidade pela campanha “Os Últimos Desejos da Kombi”, que recontava a história do modelo. Confira o vídeo “despromocional” abaixo.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.