Tamanho do texto

Ambos os modelos conseguem cinco estrelas. Assista ao vídeo das sessões de teste e saiba mais detalhes

Na quinta rodada de testes de colisão de modelos novos do Latin NCAP são divulgados resultados animadores do sedã Toyota Corolla e do recém-lancado VW Polo. Ambos conseguiram a maior pontuação possível para proteção tanto de adultos quanto de crianças, como mostra do video acima, com imagens tanto das colisões em laboratório quanto dos infográficos que mostram detalhes sobre como se saiu cada um dos carros.

LEIA MAIS: Confira a lista dos 10 carros mais seguros à venda no Brasil

No caso do recém-lançado VW Polo , que vai começar a chegar às lojas apenas em novembro, foram feitos testes de impacto frontal, lateral e lateral em poste, em todas as versões do modelo. Os quatro airbags se mostraram eficientes em proteger da cabeça e do torax. Além disso, ainda conforme o Latin NCAP, o controle eletrônico de estabilidade (ESP) se mostrou de acordo com as normas de segurança, evitando desvios de trajetória indesejáveis e ajudando a manter o carro estável.

Para proteção das crianças a bordo, ainda conforme consta do comunicado oficial do Latin NCAP, o VW Polo cumpre com os parâmetros exigidos, com cintos de três pontos para todos os ocupantes, ancoragem iSOFIX em todas as versões e interruptor para ligar e desligar o airbag do passageiro da frente quando tiver um “bebê conforto” instalado ali.

O avanço do Corolla

Toyota Corolla
Divulgação
Toyota Corolla

 Depois que passou poder ser equipado com 7 airbags e controle eletrônico ce estabilidade, na linha 2018, o Toyota Corolla recebe cinco estrelas para proteção de adultos e crianças. O teste mais recente do sedã foi feito em 2014, quando o carro também teve cinco estelas para proteção de adultos.  Assim como o VW Polo, o modelo da marca japonesa se saiu bem nos testes de impactos frontais, laterais e laterais em poste. Com um boneco que simula uma criança de três anos numa cadeirinha infantil no banco traseiro, o sedã passou pelo teste de colisão frontal e mostrou que é capaz de oferecer o máximo de proteção. Nesse caso, o Latin NCAP também testou a versão americana do Corolla (já que é vendida em alguns países da América Latina), que também saiu com resultados bastante satisfatórios.

LEIA MAIS: Os cinco seminovos menos seguros do Brasil em caso de acidente

O Secretário Geral do Latin NCAP, Alejandro Furas, disse: “Esses resultados são bem alentadores. É uma mensagem clara para os governos e fabricantes de automóveis que investiram em mais segurança e para aqueles que ainda estão atrasando a implantação de níveis mínimos na América Latina. São resultados que mostram a reacão dos consumidores e a resposta das montadoras ao mercado, que estão trazendo modelos com nível de segurança máxima independente das regulamentações vigentes na região latino-americana.

Furas também disse: "acreditamos que é muito bom poder contar com os resultados do Latin NCAP assim que um modelo começa a ser vendido e que não tenhamos que esperar meses para que os consumidores saibam como determinado lançamento de saiu nos testes de segurança. Imaginemos até onde poderíamos chegar se todos os modelos do mercado fossem testados pela Latin NCAP. Assim, o público poderia ter informações precisas sobre o nível de segurança de cada carro disponível antes de decidir pela compra de um modelo novo. É possível. Vamos continuar trabalhando por carros mais seguros na América Latina agora”, concluiu ele.

LEIA MAIS: Fiat Mobi vai mal em teste de colisão do Latin NCAP.  Veja vídeo

Já o Presidente da Comissão Diretiva do Latin NCAP, Ricardo Morales Rubio, disse: “estes modelos – Corolla e Polo – mostram claramente que é possível oferecer modelo produzidos localmente com níveis de segurança cinco estrelas em 2017 e esperamos que isso animará outras marcas a seguir os passos da Volkswagen e da Toyota. As fabricantes estão mostrando seu compromisso com carros mais seguros, apesar da falta de uam regulamentação que garanta o compromisso com a segurança em toda a região da América Latina. São resultados que mostram aos governos a capacidade das fabricantes e que não há desculpas para para adiar a adoção de normas que garantam o mínimo de segurança para salvar vidas de consumidores da América Latina e Caribe”.

Depois dos resultados do VW Polo e Toyota Corolla, o Latin NCAP divulga seus próximos testes de colisão em outubro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.