Tamanho do texto

O cinto de segurança é o que mais evita, de fato, mais mortes nos carros durante acidentes, porém ainda é muito negligenciado, segundo estudo

Cinto de segurança: item fundamental de segurança terá que ser de três pontos em todos os assentos a partir de 2020
Divulgação
Cinto de segurança: item fundamental de segurança terá que ser de três pontos em todos os assentos a partir de 2020

O CESVI Brasil, ou Centro de Experimentação e Segurança Viária, realiza um estudo que sustenta a importância de se usar o cinto de segurança, equipamento negligenciado por muitos. Inclusive, a partir de 2020, está previsto que as montadoras deverão equipar em todos os assentos, incluindo no central, do banco traseiro, o cinto de três pontos, ausente na maioria dos carros até hoje.

LEIA MAIS: Os 10 carros mais seguros e os 10 mais inseguros do Brasil

Devido ao risco de não se utilizar o cinto, o CESVI reforça a importância de se educar e alertar os motoristas e passageiros a usarem o cinto de segurança e até dispositivos de retenção (cadeirinha, bebê-conforto e booster – assento de elevação) independentemente da viagem ser curta ou não.

Cintos traseiros também protegem

Note que o passageiro do banco de trás golpeia o assento do motorista com o seu corpo inteiro, quando não usa o cinto
Divulgação
Note que o passageiro do banco de trás golpeia o assento do motorista com o seu corpo inteiro, quando não usa o cinto

LEIA MAIS: VW Polo e Toyota Corolla tiram nota máxima nos testes de segurança do Latin NCAP

Segundo Alessandro Rubio, coordenador técnico do CESVI/MAPFRE, existe o costume de não se utilizar o cinto, principalmente no banco de trás. "Isso acontece devido à falsa sensação que as pessoas têm de que serão protegidas pelos bancos da frente e não correm risco de sofrerem graves lesões ou de serem arremessadas do carro, no caso de uma colisão”, explica.

LEIA MAIS: Os cinco seminovos menos seguros do Brasil em caso de acidente

O especialista ressalta, ainda, que um passageiro sem cinto no banco traseiro, em caso de colisão, pode ser arremessado sobre o motorista e o carona com uma força 50 vezes maior do que o seu peso. Confira na tabela abaixo que o peso de alguns objetos e de uma pessoa média se multiplicam conforme a força a que são submetidos, em função da desaceleração abrupta.

A tabela mostra que quanto mais a velocidade se reduz instantaneamente, o peso adquire mais força
Divulgação
A tabela mostra que quanto mais a velocidade se reduz instantaneamente, o peso adquire mais força


O principal benefício do cinto de segurança de três pontos, mais do que o de dois pontos (ainda presente em grande quantidade no assento central traseiro), é de que ele retém bastante os ocupantes em sua posição e propicia uma distância maior dos ocupantes das partes rígidas do veículo, principalmente as regiões abdominais e da cabeça, que geralmente sofrem no momento do impacto.

O cinto de segurança de três pontos também permite o uso de tecnologias como o pré-tensionador, comum em veículos equipados com airbag e que tem a função de retrair o equipamento instantes após o impacto, isolando o motorista e aumentando a distância em relação ao painel.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.