Tamanho do texto

Combustível é uma forma eficiente de aumentar a vida útil do motor, algo que se deve por em mente para cuidar do carro desde sempre

Gasolina aditivada é o melhor investimento que se faz para o motor do seu carro, principalmente  enquanto estiver novo
Divulgação
Gasolina aditivada é o melhor investimento que se faz para o motor do seu carro, principalmente enquanto estiver novo

A Shell revela um novo desenvolvimento para sua gasolina aditivada, pensado para garantir melhor desempenho e menor consumo de combustível. Segundo declarações oficiais, a nova tecnologia se chama Dynaflex, que possui uma formulação do seu componente redutor de atrito 40% mais eficiente em comparação com a anterior.

LEIA MAIS: Veja 5 descuidos que podem aumentar o consumo de combustível

Com o chamado “downsizing”, os motores estão se reduzindo de tamanho cada vez mais e se tornando mais potentes, o que significa que o regime de funcionamento deles é muito maior do que os de tecnologias mais antigas. É com essa prerrogativa que a Shell pensa na nova tecnologia para gasolina aditivada redutora de atrito, pois assim garante maior durabilidade do motor, menor resistência entre as suas peças móveis e mais desempenho.

LEIA MAIS: Gasolina aditivada: vale mesmo a pena?

Em caso do motor ser novo, os componentes estão mais justos, o que leva a um funcionamento menos fluido e, como consequência, a temperatura interna aumenta. Os efeitos disso são mais dilatação das partes metálicas, o que aumenta as chances de atrito e, logo, desgastes prematuros. “É um momento crítico que pode gerar maior desgaste, algo que pode ser evitado com o componente redutor de fricção presente na gasolina aditivada”, explica o engenheiro da Raízen, Gilberto Pose.

LEIA MAIS: Cinco dicas para economizar combustível

Gasolina aditivada é cuidar do motor e amar o bolso

Curiosamente, as pessoas costumam se preocupar em usar a gasolina aditivada somente quando o motor já está dando sinais de desgaste, o que até pode ajudar a prolongar o tempo que resta até a quebra. Entretanto, sem o uso dos aditivos desde o início da vida útil do conjunto, o motor não será bem cuidado, pois trabalhará mais forçado, ainda segundo afirma o engenheiro. “

Ainda de acordo com o engenheiro, realmente, a gasolina aditivada tem essa função de limpeza e prolonga a vida útil do conjunto quando desgastado, mas não só isso. O desgaste de peças móveis do motor também é evitado, uma vez que ao entrar na câmara de combustão, cria uma película protetora ao redor das peças móveis. É como esfregar as mãos ásperas, o que gera calor, ou com uma loção hidratante, o que evita desgaste e desperdício de energia”, compara Gilberto Pose. “Usando logo de início a gasolina aditivada, os depósitos nas válvulas e bicos nem vão aparecer e a vida útil será bem maior”, completa ele.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.