Tamanho do texto

Hatch compacto vem perdendo cada vez mais espaço no mercado depois da chegada do pequeno Mobi. Saiba o que deve mudar na linha do compacto

Fiat Uno Sporting será uma das versões que vão deixar de ser oferecidas. Estará à venda apenas o que estiver em estoque
Divulgação
Fiat Uno Sporting será uma das versões que vão deixar de ser oferecidas. Estará à venda apenas o que estiver em estoque

Não é de hoje que o Fiat Uno vem passando por mudanças em sua linha na tentativa de recuperar pelo menos uma parte da fatia que tinha de participação no mercado  antes da chegada do subcompacto Mobi às lojas, em abril de 2016. As quedas consecutivas nas vendas continuam mês a mês. De acordo com o balanço da Fenabrave (Federação dos Distribuidores de Veículos), em janeiro último, o compacto da marca italiana teve 1.263 unidades vendidas, ante 1.356 do mês anterior. 

LEIA MAIS: Fiat lança linha 2018 do Uno, que perde versão Attractive, entre outras mudanças

A mudança mais recente na linha do Fiat Uno aconteceu em  maio do ano passado, quando o carro deixou de ter a versão Attractive. Com isso, a nova versão mais em conta passou a ser a Drive, mas o modelo deixou de ser oferecido com itens com faróis de neblina, alto-falantes e antenna entre os itens de série. Mas parece que não foi o suficiente para as vendas pararem de cair, mesmo com a oferta da versão Drive, por R$ 39.990, ante R$ 43.990 do preço de tabela.

Atualmente, o Uno é vendido em seis versões. A mais em conta tem itens de série como vidros elétricos dianteiros, travas elétricas, ar-condicionado e volante com regulagem de altura. Em seguida, vem a Way 1.0 (45.990), a Way 1.3 (R$ 51.340) e a Way 1.3 GSR (R$ 55.990). Tem também o Sporting 1.3 (R$ 52.340) e o Sporting 1.3 GSR (56.990). Mas, conforme um comunicado enviado aos concessionários, que circula na internet, exceto a versão básica Drive, todas as outras serão oferecidas apenas a partir do que estiver no estoque, ou seja, não será mais possível fazer perdidos para a fabricação.

LEIA MAIS:  Fiat Uno Sporting evolui, mas ainda vive apenas de aparências. Saiba detalhes

Dias de glória

Fiat Uno Mille: primeiro carro popular 1.0 da nova leva que começou a aparecer no início dos anos 90
Divulgação
Fiat Uno Mille: primeiro carro popular 1.0 da nova leva que começou a aparecer no início dos anos 90


O Uno foi lançado no Brasil em 1984, quase ao mesmo tempo em que foi apresentado na Europa. Chegou como um marca de modernidade, oferecendo itens inovadores para a época, apesar de simples, como os comandos do tipo satélite (próximos do volante), cinzeiro facilmente removível e que deslizava pelo painel, computador de bordo, check control, molas semi-elipticas transversais no eixo traseiro, entre outros itens. Além disso, foi o primeiro modelo popular 1.0 da nova leva que começou a aparecer a partir do início dos anos 90.

Entre várias idas e vindas, o Uno chegou a ser líder de vendas no Brasil em alguns meses, como em março de 2012, quando superou o rival VW Gol, com 59.168 unidades vendidas ante as 58.673 do hatch da marca alemã. São volumes incrivelmente maiores que os vendidos hoje em dia, no auge do mercado automotivo no Brasil, antes da forte crise que começou em 2013 e dura até os dias atuais.

LEIA MAIS: Conheça 5 séries especiais que são difíceis de serem revendidas

Pelo comunicado, a conclusão a que se chega é que vai sobrar apenas uma versão do Fiat Uno, a mais em conta Drive, com motor 1.0, FireFly, de três cilindros e um pacote mais modesto possível de equipamentos para se distanciar ao máximo dos preços do Argo, que parte de R$ 43.990. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.