Tamanho do texto

Quer economizar dinheiro e faz questão de levar um sedã? Veja os modelos nos quais você pode investir em 2018

Abasteceu o seu carro antes de ir para o trabalho hoje? Então você deve ter ficado com aquela pulga atrás da orelha com os preços cobrados nas bombas dos postos de gasolina nos últimos tempos. Não dá nem para lembrar da última vez que tivemos combustível vendido a preço justo no Brasil. Até mesmo os eventuais descontos das refinarias para fornecedores não são repassados ao consumidor final. Se você tem família e precisa usar o porta-malas para viajar, o jeito é investir em um dos sedãs econômicos do mercado.

LEIA MAIS:  Fiat Cronos é lançado a partir de R$ 53.990. Veja a lista de preços

Pois é, muitas pessoas se atentam aos sedãs econômicos de entrada, como Voyage, Prisma e Siena. Mas dá para gastar pouco nas bombas de combustível comprando um carro de segmento compacto, que são um pouco mais caprichados que os mais em conta disponíveis atualmente no mercado. Para dar uma ajuda na hora da compra, a reportagem do iG Carros lista os modelos mais econômicos vendidos no Brasil entre eles. Acompanhe.

5 - Volkswagen Virtus 1.6 MSI - média de 12,8 km/l com gasolina

Volkswagen Virtus: tecnologia e elegância na medida certa e com consumo de combustível bastante aceitável no dia a dia
Renato Maia
Volkswagen Virtus: tecnologia e elegância na medida certa e com consumo de combustível bastante aceitável no dia a dia

O Virtus aparece entre os sedãs compactos mais econômicos vendidos no Brasil. De acordo com os dados divulgados pelo Inmetro, o carro é capaz de aferir 8,2 km/l na cidade e 9,5 km/l na estrada, com etanol. Na gasolina, os números sobem para 11,9 km/l e 13,8 km/l, numa média de 12,8 km/l. Nessa versão, o Virtus custa R$ 59.990.

A Volkswagen equipou o Virtus com motor 1.6 MSI, de 117 cv de potência e 16,5 kgfm de torque. Nessa configuração, o sedã acelera de 0 a 100 km/h em 9,8 segundos. Destaque para o bom acerto de suspensão, que proporciona maciez na condução e absorve bem as imperfeições do piso, além da estrutura leve e rígida o suficiente para garantia boa agilidade, inclusive nas curvas. 

4 - Honda City DX 1.5 - média de 13,5 km/l com gasolina

Honda City: com a reestilização, marca ficou devendo controle de estabilidade, o que não foi bem explicado pela fabricante
Divulgação
Honda City: com a reestilização, marca ficou devendo controle de estabilidade, o que não foi bem explicado pela fabricante

A versão automática do City bebe um pouco além do que se espera para um carro que se destaca pela economia. Para isso existe a versão DX manual, que faz 8,6 km/l na cidade e 10,3 km/l na estrada com etanol. Na gasolina as coisas ficam ainda melhores: 12,4 km/l na cidade e 14,6 km/l em trajeto rodoviário. O City custa R$ 60.900 na versão DX.

LEIA MAIS: Honda City renovado encara VW Virtus, ambos nas versões mais equipadas

Seu motor 1.5 também equipa o irmão Fit, e entrega 116 cv de potência e 15,3 kgfm de torque. Conforme a fabricante, o City DX acelera de 0 a 100 km/h em 10,2 segundos. Uma das coisas mais legais sobre este sedã é o espaço para a cabeça. Tanto no Virtus quando no Cronos, que adotam design de cupê, os mais altos vão raspar a cabeça com facilidade no teto quando acomodados no banco traseiro, conforme falamos em nosso comparativo.

3 - Nissan Versa S 1.6  - média de 13,5 km/l com gasolina

Nissan Versa: o espaço interno é digno de cair o queixo. Dá até para cruzar as pernas no branco traseiro
Divulgação
Nissan Versa: o espaço interno é digno de cair o queixo. Dá até para cruzar as pernas no branco traseiro

Você deve ter reparado que o consumo de Versa e City são iguais com gasolina. O critério de desempate é que o Nissan consegue beber um pouco menos no etanol. De acordo com o Inmetro, o Versa é capaz de aferir 8,4 km/l na cidade e 10 km/l no etanol. Com gasolina, os números vão para 12,6 km/l e 14,4 km/l, respectivamente. Custa R$ 53.190.

Com motor 1.6, o Versa entrega 111 cv de potência e 15,1 kgfm de torque. Acelera de 0 a 100 km/h em 10,3 segundos, de acordo com a fabricante. O Versa tem espaço de sobra no banco traseiro, sendo um entre os sedãs familiares mais competentes. De fato, o modelo sofre com a presença de modelos mais sofisticados como City e Virtus, mas não deixa de ser uma boa compra.

2 - Chevrolet Cobalt 1.8 MT - média de 13,6 km/l com gasolina

Chevrolet Cobalt: antes, o sedã mais econômico do segmento. Com a chegada do Cronos, o carro da GM fica em segundo
Divulgação
Chevrolet Cobalt: antes, o sedã mais econômico do segmento. Com a chegada do Cronos, o carro da GM fica em segundo

O sedã da Chevrolet aposta no bom porta-malas e no espaço interno para abocanhar a clientela da concorrência. E também é o segundo sedã compacto mais econômico de nossa lista. Conforme os dados do Inmetro, ele faz 8,3 km/l na cidade e 10,4 km/l na estrada com etanol, bem como 12,1 km/l na cidade e bons 15,1 km/l na estrada com gasolina. O Cobalt custa R$ 64.690.

LEIA MAIS: GM lança linha 2018 do sedã Cobalt com mais itens de segurança

A versão LTZ, com câmbio manual, traz motor 1.8 de 111 cv de potência e 17,7 kgfm de torque, números que fazem toda a diferença no desempenho. Destacamos o conforto interno, assim como o câmbio manual de seis marchas, que é um dos responsáveis pelos bons números obtidos em trajeto rodoviário.

1 - Fiat Cronos 1.3 Drive - média de 13,6 km/l com gasolina

Fiat Cronos: mostrando a que veio logo no primeiro mês, desbancando todos os rivais no consumo
Divulgação
Fiat Cronos: mostrando a que veio logo no primeiro mês, desbancando todos os rivais no consumo

O Fiat Cronos 1,3 acaba de chegar e já mostra que gasta pouco.  Novamente, precisamos utilizar o consumo no etanol como critério de desempate entre ele e o Chevrolet Cobalt. O “senhor do tempo” faz 8,5 km/l na cidade e 10,3 km/l na cidade com combustível de cana de açúcar no tanque. Na gasolina, os números são bem melhores: 12,4 km/l e 14,8 km/l em cidade e estrada, respectivamente, de acordo com os números do Inmetro. Parte de R$ 53.990.

Com motor 1.3, entrega 109 cv de potência e 14,2 kgfm de torque. Conforme a fabricante, o Cronos acelera até 100 km/h em 11,5 segundos. Ele se sobressai pelo bom porta-malas de 525 litros, o maior de sua categoria. Portanto, se você gosta de viajar com o carro cheio e não quer gastar muito combustível e quer gastar o mínimo possível, o modelo da Fiat é o campeão nesse quesito, embora o carro ainda tenha que melhorar em alguns aspectos, como a falta de conforto dos bancos, bem como o de um botão para abrir o porta-malas sem precisar da chave e de um melhor isolamento, não apenas de ruído, mas também de vibração do conjunto mecânico. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.