Tamanho do texto

Por R$ 694.950, o M5 tem um motor V8 de 4.4 litros, com dois turbos, de gera 600 cv. Assim, acelera de 0 a 100 km/h em 3,2 segundos

BMW M5: O carro é pensado para ter desempenho de superesportivo e praticidade de um sedã
Divulgação
BMW M5: O carro é pensado para ter desempenho de superesportivo e praticidade de um sedã

A BMW inicia a campanha de pré-venda da sexta geração do superesportivo M5 no Brasil. Considerado o veículo mais veloz e avançado tecnologicamente da subdivisão esportiva M, o M5 custará R$ 694.950. Os pedidos de reserva pelo modelo devem ser feitos diretamente na rede de concessionárias e, os clientes que optarem por antecipar a aquisição, terão benefícios como um pacote de manutenção e supervalorização do veículo seminovo oferecido na negociação. A ação de pré-venda segue até o fim de junho deste ano.

LEIA MAIS: BMW M2 Coupé é brinquedo para gente grande

A nova geração do BMW M5 traz sob o capô um motor V8 4.4 litros, com dois turbos, que gera 600 cv e 75 kgfm – 40 cv e 7 kgfm a mais que o M5 anterior. Toda essa potência e torque são transmitidos por um câmbio automático de 8 marchas às 4 rodas. Pela primeira vez, o motorista poderá escolher entre a tração traseira (2WD) ou integral (4WD), por meio de um sistema de tração integral inteligente. Resultado disso tudo é um conjunto que leva o BMW M5 de 0 a 100 km/h em impressionantes 3,2 segundos e 304 km/h.

LEIA MAIS: BMW Série 5: Rápido como esportivo e anda (quase) sozinho

Modos de condução e aproveitamento

Os condutores poderão escolher entre as opções de tração traseira e a integral, para usufruir de diferentes dirigibilidades
Divulgação
Os condutores poderão escolher entre as opções de tração traseira e a integral, para usufruir de diferentes dirigibilidades

O piloto pode escolher o modo de direção que mais convém. Comfort, Sport e Sport Plus, este para quem quer o possante se comportando como um insano e indomável. Qualquer customização pode ser salva na central do sedã, para facilitar o acesso. Vale lembrar que o modelo trará a possibilidade de enviar toda a força às rodas traseiras. Uma caixa de gerenciamento de transferência permitirá que o motorista configure a distribuição de potência em cada eixo.

LEIA MAIS: BMW i3: como é a vida andando de elétrico em São Paulo

Mesmo tendo sido usado o carro anterior (de 560 cv) para o teste, o BMW M5 ainda é o 7º sedã mais rápido em uma volta na histórica Nürburgring Nordschleife, a maior pista de corridas do mundo, com 20,832 km e 73 curvas, onde o ex piloto de F1 Niki Lauda sofreu o fatídico acidente que queimou grande parte do seu corpo. Se levado para uma nova tomada de tempo, a julgar pelas melhorias dinâmicas do novo conjunto mecânico e eletrônico, esse tempo definitivamente se reduzirá consideravelmente.

LEIA MAIS: BMW Série 3 é o alemão competente que começa a mostrar a idade

Equipamentos e opcionais

O interior evidencia a mistura entre sedã do dia-a-dia e superesportivo, de modo a atender às duas propostas de uso
Divulgação
O interior evidencia a mistura entre sedã do dia-a-dia e superesportivo, de modo a atender às duas propostas de uso

O BMW traz, ainda, chave com display integrado, em que é possível verificar informações sobre o veículo; o novo painel de instrumentos totalmente digital; sistema de som Bower & Wilkins; sistema de escapamento M Sport; assistente de direção Driving Assistant Plus com Head Up Display; dispositivo que puxa as portas automaticamente, fechando-as por completo caso fiquem entreabertas; e rodas de liga leve de 20 polegadas M, com raios duplos.

Além disso, está disponível o pacote de equipamentos que engloba capa do motor de fibra de carbono, discos de freio de cerâmica e teto também do mesmo material usado na Fórmula 1. Estes itens permitem redução de peso total do modelo em 21 kg.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.