Tamanho do texto

Modelo inédito é mostrado em fórum de emissão zero, para celebrar o marco do total de 100 mil unidades vendidas no Japão desde 2010

Nissan Leaf conversível conta com mais prazer ao dirigir, mas o mesmo nível de racionalidade da versão padrão
Divulgação
Nissan Leaf conversível conta com mais prazer ao dirigir, mas o mesmo nível de racionalidade da versão padrão

O novo Nissan Leaf Open Car, a versão conversível do carro elétrico mais vendido do mundo, é apresentada em Tóquio (Japão). O protótipo foi exibido durante um fórum de emissão zero, para celebrar o marco do total de 100 mil unidades vendidas no Japão desde seu lançamento, em 2010. Cerca de 100 pessoas, incluindo autoridades governamentais locais e executivos da empresa, participaram do fórum para discutir a criação de uma sociedade zero emissão.

LEIA MAIS: Chevrolet Bolt revela um futuro brilhante sobre os carros elétricos. Veja vídeo

Até que não é uma má idéia ter uma versão conversível do elétrico Nissan Leaf produzida em série
Divulgação
Até que não é uma má idéia ter uma versão conversível do elétrico Nissan Leaf produzida em série

A nova geração do Nissan Leaf estreou em outubro do ano passado, com mais autonomia e tecnologias, como o sistema de assistência ao condutor ProPILOT, e o ProPILOT Park, para estacionamentos. Além disso, surge com uma bateria de 40 kWh, proporcionando autonomia de 240 km. Há também a opção de 60 kWh, que chega aos 320 km de capacidade. Sua potência fica na casa dos 149 cv, com 32,6 kgfm. Entretanto, a produção em maior escala da versão conversível ainda não foi confirmada.

LEIA MAIS: Toyota Prius 2018: como anda o carro híbrido mais em conta que está à venda aqui no Brasil

Segundo Daniele Schillaci, vice-presidente executivo global de Marketing Vendas da Nissan. "Os proprietários são incrivelmente leais e a grande maioria escolherá um elétrico como seu próximo veículo. Juntos com nossos clientes, estamos comprometidos em avançar para um futuro com zero emissão". 100 mil unidades vendidas do Nissan Leaf são apenas o começo.

Chegada ao Brasil

O martelo foi batido, o Nissan Leaf virá ao Brasil. Conforme o planejamento da marca japonesa, teremos o carro em nossas ruas até março de 2019. Entretanto, ainda é cedo para confirmar uma data, uma vez que sua chegada depende da aprovação do novo regime automotivo, o Rota 2030. E como vocês sabem, a situação não está nada fácil.

LEIA MAIS: BMW i3: como é a vida andando de carro elétrico na cidade de São Paulo

“A mesma tecnologia que existe fora do Brasil precisa estar em nosso País”, diz Marco Silva, presidente da Nissan. “Acreditamos que eletrificação veio pra ficar, e o Brasil não pode ficar excluído do que está acontecendo no resto do mundo. O Nissan Leaf realmente tem potencial em nosso mercado, e nós não queremos que ele seja apenas um carro de nicho”.

LEIA MAIS: Renault Twizy: andamos no modelo elétrico, pela primeira vez, em ruas daqui do Brasil

Entretanto, o caminho continua nebuloso para tal possibilidade. Com o IPI atual, o Leaf custaria mais de R$ 200 mil, mas essa não é a intenção da Nissan. Se o programa for aprovado, devemos esperar que sairá por algo em torno de R$ 150 mil. “Nós defendemos a redução da alíquota do Rota 2030. Para que o Nissan Leaf seja um produto competitivo no mercado brasileiro, o IPI precisa ser de, no máximo, 7%”, diz o presidente.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.