Tamanho do texto

Hatch médio deixará de ser produzido no país de origem a partir de agosto. Marca italiana deverá deixar de produzir carros no país de origem

Fiat Punto: hatch foi vendido no Brasil por dez anos. Acabou sendo substituído pelo Argo, atualmente em produção
Divulgação
Fiat Punto: hatch foi vendido no Brasil por dez anos. Acabou sendo substituído pelo Argo, atualmente em produção

O fim da produção de carros da Fiat na Itália deverá mesmo acontecer. Agora chega a notícia de que o Fiat Punto deixará de ser produzido no seu país de origem em agosto próximo, depois de ter sua produção encerrada no Brasil em meados do ano passado, informa o site Motore 24. O hatch compacto foi lançado no mercado italiano há 25 anos e teve 9 milhões de unidades vendidas. Chegou a ser o modelo mais vendido da Europa, há 20 anos.

LEIA MAIS:  Fiat Argo vale mesmo a pena? Saiba motivos para comprar ou não 

O Fiat Punto foi apresentado pela primeira vez ao mundo em 1993, como projeto do renomado designer italiano Giogetto Giugiaro. Na época, o carro chamou atenção pelo desenho moderno. Mas isso não foi por acaso, uma vez que seria o primeiro modelo de uma nova linha que teria que substituir um dos maiores sucessos da Fiat, o Uno. Logo, o Punto passou a ser oferecido em versões de três e cinco portas, além da cabriolet, feito em conjunto com estúdio de estilo Bertone.

Um ano depois de ter sido lançado, o Punto foi recebeu o título de Carro do Ano na Europa. E apenas em 2005 é que veio a nova geração do modelo, batizada como Grande Punto. Foi o carro que chegou ao Brasil dois anos depois, com a frente que lembrou bastante o Maserati 3200 GT. A novidade também teve sucesso com várias versões, inclusive a preparada pela Abarth, marca de esportivos. Entre 2007 e 2010 esse carro foi oferecido na Europa com motor 1.4 turbo, que tinha 150 cv, potência que foi aumentada para 180 cv com o kit Essesse. No Brasil, tivemos a versão T-Jet, de 152 cv.

LEIA MAIS:  10 perguntas (e respostas) que explicam a que veio o Fiat Cronos

O Punto sai de linha na Europa em um momento de grandes mudanças na Fiat italiana. O CEO da FCA, Sergio Marchionne, está prestes a anunciar os novos rumos que a marca deverá tomar nos próximos anos no mercado europeu. E ao contrário da Fiat, marcas rivais com Ford e Volkswagen continuam apostando no segmento de hatches compactos, com as novas gerações de Fiesta e Polo, respectivamente.


Fiat no Brasil

Fiat Argo: versão mais recente do hatch é a mais simples, com motor 1.0, de três cilindros flex
Divulgação
Fiat Argo: versão mais recente do hatch é a mais simples, com motor 1.0, de três cilindros flex


Toda linha Fiat já passou com uma grande transformação no mercado brasileiro, o mais importante da marca no mundo, além do italiano. Além do Punto, modelos como Palio, Doblò, Linea, MIile e Idea deixaram de ser produzidos em Betim (MG). Entraram os novos Toro, Argo e Cronos e mais modelos estão por vir, como a picape que deverá entrar no lugar da Strada.

LEIA MAIS: Fiat Palio: versões 1.4 e 1.6 deixam de ser produzidas

Líder de vendas no Brasil por 11 anos consecutivos, a Fiat perdeu a liderança para a GM em 2016 e desde então vem perdendo participação. Atualmente, está em terceiro lugar no ranking de vendas de automóveis e comerciais leves de acordo com a Fenabrave (Federação dos Distribuidores de Veículos), com 12,5% do mercado, atrás da Volkswagen, com 14,2% e na frente da Ford, com 9,5%.  No mercado brasileiro, o Fiat Punto foi substituído pelo Argo.

Fonte: Motore24

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.