Tamanho do texto

Marca de luxo muda foco para novo modelo elétrico DS3 Crossback, que estará no Salão de Paris, em outubro. Até 2025, só terá elétricos

DS5: modelo da PSA deixa de ser produzido para dar lugar a uma nova linha da marca, que terá só elétricos até 2025
Divulgação
DS5: modelo da PSA deixa de ser produzido para dar lugar a uma nova linha da marca, que terá só elétricos até 2025

Presente na Fórmula E, marca francesa DS, divisão de luxo da PSA, vai passar a vender apenas modelos elétricos, começando pelo DS7 E Tense Plug e, em seguida, com o DS3 CrossBack, que será uma das novidades do Salão de Paris (França), entre os dias 4 e 14 de outubro. Então, toda linha terá mudanças. E uma delas é o fim da produção dos modelos DS4 e DS5, que chegaram a ser vendidos no Brasil.  

LEIA MAIS: Citroën DS encerra suas vendas de carros no Brasil. Saiba mais detalhes

A fabricante francesa, que faz parte do Grupo PSA , ensaia sua volta ao Brasil com uma rede de concessionárias própria, sepadada da Citroën. Mas,ainda não há data para estreia, que deverá ter como primeiro modelo no País o SUV DS7 Crossback, já disponível na Argentina, onde a DS tem uma história bem mais longa e significativa.

Portanto, sem DS4 e DS5, a fabricante segue seus planos de eletrificar toda sua linha, que deverá estar completa até 2025. Um sedã também está previsto, mirando tanto no segmento do BMW Série 5 quanto no mercado chinês. Outra novidade é que a DS deixará de vender carros equipados com motores a diesel. O DS3 CrossBack terá entre os principais rivais o Audi Q2.

DS no Brasil

DS 7 Crossback poderá ser o carro que marcará a volta da fabricante francesa no Brasil num futuro próximo
Nicolas Tavares/iG Carros
DS 7 Crossback poderá ser o carro que marcará a volta da fabricante francesa no Brasil num futuro próximo

A chegada da marca DS ao Brasil teve o hatch DS3 como primeiro modelo, em 2012. Logo em seguida, veio a forte crise econômica e a marca francesa foi atingida em cheio em vários mercados. Decidiu de separar da Citroen e deixar de vender carros no mercado brasileiro, em janeiro de 2017, buscando um novo modelo de negócio, primeiramente apoiado no SUV DS7 Crossback.

LEIA MAIS: Citroën DS X E-Tense Concept é a visão da marca para o futuro. Veja vídeo

A reportagem de iG Carros chegou a conversar com executivos da marca, no Salão de Buenos Aires (Argentina) e ouvimos que “Estamos estudando a forma correta para a DS no Brasil”, explica uma fonte. “Só temos uma chance de fazer [a DS] dar certo, então temos que ser precisos, com a estratégia certa para entrar no segmento de luxo.”

Se voltar ao Brasil com o DS7 Crossback, aproveitando que a onda dos SUVS ainda está favorável no mercado, o carro terá entre os rivais o Audi Q5, atualmente trazido do México. Entre os principais atributos, o SUV francês tem o estilo arrojado, com faróis que imitam jóias preciosas e brilham na cor roxa quando as portas são destravadas.

Traseira com largas saídas de escape não são à toa. SUV é vendido com motor de 180 cv ou 225 cv de potência
Nicolas Tavares/iG Carros
Traseira com largas saídas de escape não são à toa. SUV é vendido com motor de 180 cv ou 225 cv de potência

O interior mostra como querem brigar com outros carros premium. O revestimento é todo em couro do tipo Nappa, exceto nas peças cromadas do console central, texturizadas e com gravação de guilloche. 

 O painel de instrumentos usa uma tela de 12 polegadas, o mesmo tamanho da central multimídia sensível ao toque. Conta com controle de cruzeiro adaptativo, sistema de estacionamento autônomo, visão noturna, reconhecimento de placas de trânsito e correção de trajetória (que impede que o carro invada a faixa vizinha).

LEIA MAIS:  General Motors deixa a Europa e vende a Opel para Grupo PSA

Entre as opções de motor, pode ter o já conhecido THP 1.6, com 180 cv ou 225 cv, mais potente que os 165 cv do Peugeot 3008 oferecido atualmente pela PSA . As versões mais potentes contam com câmbio automático, de oito marchas. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.