Tamanho do texto

A Basf, fornecedora química para a indústria automotiva global, divulga estudo de cores de carros e as filosofias por trás do desenvolvimento

Entre todas as cores de carros, o branco e o preto seguem as preferências do Brasil e da América do Sul
Divulgação
Entre todas as cores de carros, o branco e o preto seguem as preferências do Brasil e da América do Sul

A Basf, uma das fornecedoras químicas para a indústria automotiva global, divulga seu estudo de tendências de cores de carros entre 2018 e 2019, denominado “Keep it Real”. O tema por trás do estudo, segundo a empresa, é a necessidade de permanecer autêntico em um mundo onde a tecnologia continua a distorcer as linhas entre a realidade e a artificialidade.

LEIA MAIS: Cores de carros: Veja estudo sobre tendências, que vão além do prata e do branco

“Nosso estudo de tendência de cores de carros mostra a visão da Basf para as cores que estarão nos carros nos próximos 4 a 5 anos. Essa é uma ferramenta importante para apoiar as fabricantes na definição das cores dos automóveis a médio prazo”, afirma Marcos Fernandes, diretor da divisão de Tintas da Basf para a América do Sul.

Mesmo que tecnologias como a inteligência artificial, direção autônoma e industrialização robótica se consolidam cada vez mais, os elementos humanos relacionados às necessidades e emoções das pessoas seguem como prioridade. Assim, a Basf traz uma coleção de 65 cores de carros para a América do Sul.

Os destaques

Eis uma lista que mostra a variedade de cores de carros que a Basf desenvolveu, com base em elementos do cotidiano
Divulgação
Eis uma lista que mostra a variedade de cores de carros que a Basf desenvolveu, com base em elementos do cotidiano

Segundo a fornecedora química, as cores para o continente oferecem uma conexão visual com a diversidade da região. Entre elas, as mais populares no mercado automotivo - preto e branco - ganham mais sofisticação na composição. Coriolis Force, a principal cor da região, tem tonalidade escura e é pensada para dar um efeito luxuoso, por conta do floco dourado avermelhado em sua composição.

LEIA MAIS: Por que as cores de carros no Brasil têm de ser tão sem graça?

Ao abordar um âmbito mais geral, as cores escuras, tonalidades azuis e efeitos complexos são muito associadas às novas tecnologias, as quais - com os avanços na digitalização - a deixaram menos visível e mais interligada à realidade. Assim, a Basf considera os tons de cinza e azul o ponto focal da coleção.

LEIA MAIS: As 5 cores de carros preferidas no Brasil. Confira como ficou o ranking

Enquanto as cores acromáticas se combinam a efeitos complexos, que adicionam um tom colorido e natural e, ao mesmo tempo, representam a fusão da realidade com o mundo virtual, as tonalidades azuis parecem tão fortes quanto as cores saturadas. “As texturas naturais e os efeitos de cores simbolizam a busca por qualidades humanas em um mundo virtual”, afirmam os designers da empresa.

As cores, suas funções e os outros continentes

Cor bonita chama atenção e procuram inovar para dar apelo aos modelos das fabricantes
Divulgação
Cor bonita chama atenção e procuram inovar para dar apelo aos modelos das fabricantes

Os conceitos de compartilhamento de carro, serviços de transporte por aplicativo e direção autônoma mudarão a função do carro, passando de um objeto de propriedade pessoal para algo mais parecido com um modo de transporte público. Para os carros projetados para compartilhamento, as paletas de cores com um apelo universal prometem desempenhar um papel mais coerente.

LEIA MAIS: Os 10 carros mais roubados em São Paulo no 1º semestre

Por outro lado, algumas cores da coleção da Basf trazem um sistema de revestimento que diminui o acúmulo de calor na superfície do veículo, reduzindo o aumento da temperatura dentro do carro. As outras inovações incluem cores com maior refletividade, sem comprometer o apelo estético.

América do Norte

Para a região, a Atomium Sky é a mais promissora, que é um azul saturado com uma textura de aspereza média, que passa para um tom mais suave e semi-opaco. Segundo a Basf, a cor exala alegria e mostra um espírito futurista e um pensamento avançado.

Europa, Oriente Médio e África

As variações de cinza são as mais esperadas para estes continentes, uma vez que, como afirmam os especialistas, elas são associadas ao concreto, representam a urbanidade e fazem alusão ao significado do que pode ser vivenciado na realidade. O tom metálico “The Urbanist”, ainda segundo a empresa, representa o cosmopolita urbano, conectado globalmente, que representa a mistura de humanos e tecnologia simultaneamente.

Ásia-Pacífico

Entre as cores de carros mais cotadas para as regiões, está a Gray Ambivalence, um cinza metálico brilhante que pode representar a integração de tecnologia de alta performance à vida diária. A Basf afirma que é equilibrado por um balanço sólido que conecta ao mundo real.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.