Tamanho do texto

Evento acontecerá dia 17 de julho, organizado pela Auto Show Collection no Sambódromo do Anhembi. Lá estarão todos os tipos e versões do clássico

Evento cotará com Opalas para todos os gostos, inclusive os que participaram da categoria Old Stock
Divulgação
Evento cotará com Opalas para todos os gostos, inclusive os que participaram da categoria Old Stock

O Auto Show Collection, evento de carros antigos realizado no Sambódromo do Anhembi, organiza na próxima terça-feira, 17 de julho, a Noite do Chevrolet Opala. O clássico brasileiro receberá uma homenagem pelos 50 anos de lançamento, com a presença de pilotos da Stock Car, Old Stock Race, clubes da capital e interior paulista.

LEIA MAIS: Assista ao vídeo do luxuoso Chevrolet Opala Diplomata SE

O evento marca os 50 anos de lançamento do Chevrolet Opala , primeiro automóvel de passeio fabricado pela General Motors no Brasil, que mesmo 26 anos após ter saído de linha, tem uma legião de fãs em todo o país. Assim, terá uma exposição com 102 veículos originais, nos modelos sedã, cupê e a perua Caravan, fabricados de 1969 a 1992, em encontro co-organizado com o Clube do Opala de São Paulo. Além dos carros originais, a Old Stock Race estará presente com Opalas de corrida na competição realizada em várias etapas no Autódromo de Interlagos.

LEIA MAIS: Opala SS: esportivo marcou época até início dos anos 80

Outras atrações incluem uma área de compra e venda de veículos antigos, área de Food Trucks, praça de alimentação, mercado de peças, amplo estacionamento e infraestrutura com segurança, equipe de apoio, sonorização e iluminação.

LEIA MAIS: Opala e Caravan SS: uma história de paixão

Já no Espaço Motociclismo, que reúne toda semana cerca de 600 motocicletas, os fãs de veículos de duas rodas terão atrações especiais como banda ao vivo, sorteio de brindes, exposição de motos clássicas e recentes, Food trucks e uma área exclusiva de test ride gratuito para os frequentadores do evento com motos de diversas marcas e modelos.

Rei das ruas e ídolo nacional

O Opala contou com muitas variantes e modelos ao longo de sua história, sempre considerados o máximo em luxo
Renato Bellote/iG
O Opala contou com muitas variantes e modelos ao longo de sua história, sempre considerados o máximo em luxo

Lançado oficialmente na abertura do VI Salão Internacional do Automóvel, em São Paulo, em novembro de 1968, o Opala chegou como o centro das atenções. O carro entrou no evento dirigido pelo piloto inglês de Fórmula 1 Stirling Moss. Como passageiras, haviam oito misses. Até 1992, quando deixou de ser fabricado, o Opala foi carro de presidente da República e altos executivos. Foi um sinônimo de luxo que chegou a ser o veículo mais caro do mercado nacional.

Ele foi baseado no modelo Rekord, da Opel, porém com alguns retoques feitos pela General Motors do Brasil. Ao longo de sua história em terras tupiniquins, o Opala teve diversas versões como a sedã, a cupê e a perua, totalizando quase um milhão de unidades vendidas ao longo de sua trajetória por aqui.

Veja as versões mais icônicas a seguir:

SS

Trazia ares de muscle car americano, em plenos anos 70 e em meio ao regime militar
Renato Bellote/iG
Trazia ares de muscle car americano, em plenos anos 70 e em meio ao regime militar

Chegou ao mercado em 1970 e era uma versão esportiva. Tinha faixas pretas tanto no capô quanto nas laterais e traseira, além das rodas esportivas. O nome SS vinha do fato dos bancos dianteiros serem individuais. Essa versão tinha motor seis cilindros mas chegou a ter também um motor 4 cilindros, chamado SS4.

Caravan

Precisava de espaço para as malas? Queria viajar? Nada superava a Caravan nesses quesitos
Divulgação
Precisava de espaço para as malas? Queria viajar? Nada superava a Caravan nesses quesitos

Ano da sua primeira reestilização, em 1975 o Opala ganhou a sua versão perua. Apesar de ser um carro maior, esse modelo sempre teve duas portas.

Diplomata

Chevrolet Opala Diplomata: Simplesmente o máximo em luxo que se podia adquirir, em tempos de mercado fechado
Renato Bellote/iG
Chevrolet Opala Diplomata: Simplesmente o máximo em luxo que se podia adquirir, em tempos de mercado fechado

Em 1977 chegava o Chevrolet Opala Diplomata, uma versão mais luxuosa da Caravan. Possuía diferenciais de série para a época como ar-condicionado, motor de 6 cilindros, direção hidráulica e toca-fitas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.