Tamanho do texto

Sedãs de luxo, a caminhonete clássica e um Fiat Tipo 1996 marcam a lista

Um ano de eleição tem forte impacto na indústria automobilística. Algumas fabricantes preferem continuar investindo para garantirem produtos fortes no fim da crise. Este é o caso de Volkswagen e Toyota.  Outras são mais conservadoras, contendo investimentos para quando a situação do País estiver um pouco mais previsível. Entre os melhores exemplos, podemos citar a Nissan que aguarda o desenrolar do Rota 2030 para anunciar novos investimentos até o início do ano que vem. Daí partem, também, os carros dos Presidentes.

LEIA MAIS: Relembre cinco carros de playboy através das décadas

Abrimos o livro de história do Brasil para mostrar os carros dos Presidentes registrados em seus documentos na época em que cumpriam seus mandatos. É possível notar o gosto individual de cada um em uma lista cheia de sedãs de luxo, uma caminhonete clássica e… um Fiat Tipo.

1 - Audi A6 2003 - Michel Temer

Audi A6 é dos dos carros de presidentes que foram declarados publicamente. Modelo de Temer foi fabricado em 2003
Divulgação
Audi A6 é dos dos carros de presidentes que foram declarados publicamente. Modelo de Temer foi fabricado em 2003

Michel Temer foi o terceiro vice-presidente a assumir o comando do País após a redemocratização do Brasil. Antes dele, José Sarney e Itamar Franco assumiram a Presidência da República após a morte do Tancredo Neves e a renúncia de Fernando Collor, respectivamente.

Dois carros estão registrados no nome de Temer: um luxuoso Audi A6 2003 e o sedã médio Vectra Elite 2006. Além, é claro, do Chevrolet Omega que já foi utilizado pela Presidência da República. O A6 de Temer é equipado com motor V6 3.0, de 223 cv. Aliado ao câmbio automático Tiptronic de cinco marchas, vai de 0 a 100 Km/h em 7,9 segundos

2 - Fiat Tipo 1996 - Dilma Rousseff

Fiat Tipo também está entre os carros de presidentes. O hatch de Dilma foi um dos últimos fabricados, em 1996
Divulgação
Fiat Tipo também está entre os carros de presidentes. O hatch de Dilma foi um dos últimos fabricados, em 1996

A ex-Presidente Dilma está de volta à vida política. Nesta eleição de 2018, ela será candidata ao senado pelo estado de Minas Gerais, ainda pelo Partido dos Trabalhadores. Antes da presidência e do Impeachment, Dilma era conhecida por ser proprietária de um Fiat Tipo 1996. Ela era vista utilizando o hatchback com frequência em Brasília (DF).

O Tipo foi um grande sucesso da Fiat, se beneficiando da queda do dólar em meados de 1993 e 1994. A versão 1.6 com injeção monoponto tinha apenas 82 cv de potência. Considerando o corpanzil de 1.130 kg, o desempenho era abaixo do esperado. Com motor 2.0, de 109 cv, o Tipo ganhava mais fôlego. Mas era a versão esportiva Sedicivalvole 2.0 16V, que fazia a cabeça dos amantes da velocidade, com 137 cv de potência.

3 - Ford F-1000 1984 - Lula

Ford F1000 é uma das picapes mais famosas do Brasil. O utilitário é também está na lista dos carros de presidentes
Renato Bellote/iG
Ford F1000 é uma das picapes mais famosas do Brasil. O utilitário é também está na lista dos carros de presidentes

Em julho de 2017, o juiz Sérgio Moro ordenou o bloqueio e confisco dos bens de Lula, avaliados em R$ 10 milhões. Um dos veículos envolvidos na ação era um Chevrolet Omega Fittipaldi 2010, conforme publicado pela Veja. Na mesma ordem de confisco emitida por Sérgio Moro, uma Ford F-1000 com mais de três décadas de uso estaria inclusa no pacote. O juiz, entretanto, alegou que a antiguidade do ex-presidente é um item sem valor representativo e acabou deixando o modelo de fora da ação.

LEIA MAIS: Hatches médios que menos desvalorizam: veja os 5 destaques

O Chevrolet Omega Fittipaldi é lembrado como uma das versões mais legais do eterno sucessor do Opala. Você verá ao longo de nossa lista que essa linha sucessória faz muito sentido para o ex-presidente. Com motor 3.6 V6, de 292 cv - 38 cv a mais que a versão convencional- e 36.72 kgfm de torque, com injeção direta de combustível. Nessa configuração, o Omega Fittipaldi acelera de 0 a 100 km/h em 6,8 segundos.

4 - Holden Commodore 1999 - Fernando Henrique Cardoso

Chevrolet Omega (australiano) é outro entre os carros de presidentes. O sedã da foto era fabricado na Austrália
Divulgação
Chevrolet Omega (australiano) é outro entre os carros de presidentes. O sedã da foto era fabricado na Austrália

Fernando Henrique Cardoso foi presidente entre 1994 e 2002, sendo que um dos pontos mais memoráveis de seu governo foi o Plano Real. Quando o sedã Omega deixou de ser fabricado no Brasil, no fim de seu primeiro mandato, foi substituído pelo Holden Commodore australiano. A Chevrolet , entretanto, continuou chamando o modelo de Omega.

As primeiras unidades do sedã que chegaram ao País vinham com motor Buick, V6 3.8, de concepção mais antiga do que o 3.6 V6, que o substituiu em seguida, com comandos de válvulas nos cabeçotes em vez de instalados no bloco.

5 - Chevrolet Opala Diplomata 1992 - Itamar Franco

Chevrolet Opala Diplomata:  clássico sedã não poderia ficar de fora dos carros de presidentes  que governaram o Brasil
Divulgação
Chevrolet Opala Diplomata: clássico sedã não poderia ficar de fora dos carros de presidentes que governaram o Brasil

Itamar Franco e a indústria automobilística têm um ponto de encontro na primeira metade dos anos 90. O então Presidente da República sonhava com um modelo popular de baixo custo. A solução foi pedir para que a Volkswagen voltasse a fabricar o Fusca, para ser vendido com o mesmo preço dos modelos básicos 1.0 (que se beneficiavam o IPI de apenas 0,1%).

LEIA MAIS: Veja 5 carros que já pertenceram ao ex-presidente Lula

Em sua época, Itamar Franco foi proprietário de um Chevrolet Opala Diplomata 1992. Sabe quem também teve um Opalão nos anos 90? O ex-Presidente Lula. Ele já teve um belo Diplomata 4.1, que hoje pertence ao preparador e piloto Rogério Rascio, dono da Allen Preparações e sócio-fundador do Clube do Opala. Qual dos carros dos presidentes você gostaria de chamar de seu? 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.