Tamanho do texto

Novidade será fabricada na Itália e faz parte da nova linha de modelos eletrificados que vem por aí para cumprir rígidas normas de emissões

Jeep Renegade terá versão híbrida lançada na Europa no início de 2020.  Baterias poderão ser recarregadas na tomada
Divulgação
Jeep Renegade terá versão híbrida lançada na Europa no início de 2020. Baterias poderão ser recarregadas na tomada

A Fiat Chrysler Automobiles (FCA) diz que prepara o Jeep Renegade híbrido plug-in, versão que deverá ser lançada no início de 2020, informa a agência Reuters. O carro está incluído no pacote de novos modelos da fabricante que vão chegar ao mercado com nível de emissões zero ou próximo desse patamar.

LEIA MAIS: Jeep Renegade Custom Diesel: um SUV compacto sem frescuras

A versão elétrica do SUV está incluída no pacote de novos modelos elétricos e híbridos da FCA que serão lançados nos próximos 5 anos, fruto de um investimento de US$ 10,3 bilhões anunciados em junho último. O Jeep Renegade híbrido será fabricado em Melfi (Itália), onde ainda é montado o motor a combustão do Fiat 500X.

Dentro do plano de lançar novos modelos com baixos níveis de emissões, a FCA também deverá deixar de produzir versões a diesel na Europa em carros de passeio a partir de 2021.  Para o novo conjunto mecânico do Renegade plug-in serão investidos mais de 200 milhões de euros, de acordo com a fabricante, incluindo treinamento de funcionários e a modernização da linha de montagem.

Em 2022 está previsto que a FCA vai oferecer um total de 12 sistemas de propulsão elétrica, incluindo carros movidos apenas a eletricidade e híbridos que vão ser aplicados em 30 modelos diferentes. O antigo CEO da FCA, falecido no fim de julho último, sempre foi contra o investimento pesado em eletrificação, já que não acreditava que isso só valeria a pena quando for realmente lucrativo. 

LEIA MAIS: Jeep Renegade renovado aparece por completo em primeiras imagens

Inclusive, Marchionne chegou a apelar para não comprarem o Fiat 500e, já que estaria perdendo dinheiro com a venda de cada unidade do carrinho movido apenas a eletricidade. Entretanto, o sucesso da Tesla e a necessidade de se adequar às novas normas anti-puluição acabaram forçando o executivo a dar o braço a torcer no que costumava de referir como "um doloroso investimento".

 Outro elétrico além do Jeep Renegade

SUV elétrico da Mercedes faz parte da nova da SUVs elétricos e híbridos da qual faz parte o Jeep Renegade Plug-in
Divulgação
SUV elétrico da Mercedes faz parte da nova da SUVs elétricos e híbridos da qual faz parte o Jeep Renegade Plug-in

Parece que uma nova onda de SUVs elétricos e híbridos está para invadir o mercado. Além do Jeep Renegade Plug-in, a Mercedes-Benz apresenta em Estocolmo (Suécia) seu primeiro SUV elétrico, o EQC.

Apesar de ainda não ter sido confirmado para vir ao Brasil, o EQC é movido por dois motores elétricos, posicionados um em cada eixo. Somados, entregam 414 cv de potência. Segundo números de fábrica, ele acelera de 0 a 100 km/h em 5,1 segundos, com velocidade máxima limitada em 180 km/h. Enquanto isso, as baterias de ion-lítio garantem autonomia de mais de 450 km.

LEIA MAIS: Jeep Renegade flex: por que comprar e por que não comprar o SUV?

Como cada motor elétrico fica em um eixo, o EQC tem tração integral. A entrega de potência nas rodas, entretanto, é feita de forma diferenciada. O motor frontal, por exemplo, é usado em cargas baixas e médias, priorizando a eficiência. O traseiro é responsável por complementar o desempenho.

O EQC é o primeiro modelo de uma nova família de carros elétricos da marca e deverá partilhar a linha com “irmãos”, diferenciados pela terceira letra. Tanto o Jeep Renegade Plug-In quanto o Mercedes EQC serão feitos na Europa. O modelo da marca alemã começa a ser produzido na fábrica de Bremen (Alemanha) no ano que vem, bem como na China, na fábrica da joint-venture Beijing Benz. 

Fonte: Reuters

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.