undefined
Divulgação
Ford Fiesta deixará de ser produzido no Brasil em 2019, de acordo com comunicado oficial da marca

Por meio de comunicado para a imprensa, a Ford confirma que como parte do processo de reestruturação global da companhia vai desativar a fábrica de São Bernardo do Campo (SP) ao longo de 2019. Com isso, deixarão de ser fabricados os caminhões das linhas Cargo, F-4000 e F-350, além do hatch compacto Ford Fiesta, que passa a estar disponível nas concessionárias apenas até durarem os estoques.

LEIA MAIS: Por que fábricas de carros estão fechando? (E o Brasil não está livre disso)

“A Ford está comprometida com a América do Sul por meio da construção de um negócio rentável e sustentável, fortalecendo a oferta de produtos, criando experiências positivas para nossos consumidores e atuando com um modelo de negócios mais ágil, compacto e eficiente”, disse Lyle Watters, presidente da Ford América do Sul, logo após a confirmação do encerramento da producão da linha de caminhões e do Ford Fiesta .

Ainda de acordo com a Ford, a decisão de deixar o mercado de caminhões no Brasil foi tomada depois de meses procuranto alternativas. Porém, não foi possível encontrar uma solução que fosse lucrativa e viável no momento atual do mercado, com custos crescentes e que exige grandes investimentos. Entretanto, a fabricante se compromete a manter as garantias ligadas ao fornecimento de peças e assistência técnica aos consumidores.

LEIA MAIS: Ford quer recuperar território entre os SUVs no Brasil

Além do fim da fábrica no ABC paulista, a Ford também toma outras medidas para se reestruturar diante do cenário desafiador do mercado automotivo atual. Haverá redução de mais de 20% dos custos ligados ao quadro de funcionários em toda a região da América do Sul. Além disso, a Ford irá se concentrar na sua linha de SUVs de picapes e expandirá suas parcerias, como a que foi criada com a Volkswagen.

Aliança entre Ford e VW

undefined
Divulgação
Aliança Ford-Volkswagen no Salão de Detroit 2019 poderá significar a expansão dos negócios para as montadoras

 De acordo com ambas as partes, a nova aliança entre Ford e Volkswagen tem o objetivo de melhorar a competitividade com inovações e novos serviços aos clientes, com amplo empenho na categoria de veículos autônomos e elétricos. O primeiro produto também está confirmado, e será uma picape média prevista para chegar em meados de 2022. Em seguida, minivans e outros veículos comerciais serão lançados em conjunto na Europa.

LEIA MAIS: Nova picape da Ford chega em breve para concorrer com Toro, Oroch e Tarok

Sem caminhões e o Ford Fiesta no Brasil, a parte de engenharia da marca americana para a picape média será global, e está confirmada para América Latina, África e Europa. Conforme a declaração feita no Salão de Detroit 2019, em janeiro último,a VW e Ford continuarão a ter seus produtos individualmente, porém, com a mesma plataforma a partir de 2022. Elas poderão ser produzidas em uma única fábrica, com o DNA de suas respectivas fabricantes. Uma relação semelhante acontece na parceria Renault-Nissan, onde Alaskan e Frontier compartilham a mesma base em produtos distintos.   

    Veja Também

      Mostrar mais