Tamanho do texto

Novo subcompacto será mostrado no próximo Salão de Genebra, em março do ano que vem. Saiba mais detalhes da novidade

Fiat 500 deixará de ter motores a combustão para se tornar economicamente viável e atender às normas de emissões
Divulgação
Fiat 500 deixará de ter motores a combustão para se tornar economicamente viável e atender às normas de emissões

A próxima geração do Fiat 500 será totalmente elétrica e já tem data marcada para chegar ao mercado europeu: no Salão de Genebra de 2020. Segundo o diretor de marketing da FCA, Olivier Francois, passará a ter um perfil comercial ainda mais refinado. Apesar de surgir em imagens, ainda não saiu nenhuma especificação técnica.

 LEIA MAIS: Fiat 500 faz 60 anos com edição especial para comemorar o aniversário

"A linha premium é o caminho que vamos seguir com o Fiat 500 EV. Um novo 500, totalmente renovado. Um novo carro totalmente elétrico. É uma espécie de Tesla urbana, com um estilo bonito, italiano. Haverá uma nova plataforma, projetada especificamente para eletrificação. Isso tornará o carro radicalmente diferente. Ainda será um 500, com proporções iguais, mas não é o mesmo carro.”, segundo afirma Olivier François.

LEIA MAIS: Fiat 500 Cabrio: para guiar de cabeça fresca. Confira avaliação

 François também assumiu que o posicionamento mais sofisticado do Fiat 500 elétrico ante o modelo atual terá reflexos diretos nos preços, mas não falou nada sobre quanto custará. Com medo de perder os clientes fiéis do subcompacto, o executivo disse que o 500 tem "apelo forte o suficiente" para que isso não aconteça. O alcance novo modelo continuará sendo global, com oferta tanto na Europa quanto em países da América, incluindo os Estados Unidos, onde o modelo é o principal cartão de visitas da Fiat.

Além do Fiat 500 elétrico

Assim como o Fiat 500, o VW Up! será encontrado na Europa apenas em versões movidas a eletricidade
Divulgação
Assim como o Fiat 500, o VW Up! será encontrado na Europa apenas em versões movidas a eletricidade

 A tendência dos subcompactos que nasceram com motores a combustão passarem a ser vendidos apenas como elétricos parece estar estabelecida. A Volkswagen também vai fabricar apenas versões movidas a eletricidade do pequeno VW Up! na Europa, em 2020.

Isso faz parte de uma estratégia de aproveitar parte do projeto dos subcompactos já existentes, tornando-os economicamente viáveis e atendendo às rígidas normas de emissões de CO2. Por isso é que o pequeno Smart ForTwo também passará a ser apenas elétrico. 

LEIA MAIS: VW Up! será vendido apenas elétrico na Europa a partir do ano que vem

No caso do Up!, essa mudança vai durar até a chegada de um novo subcompacto da VW, que será feito em parceria com a empresa e.Go. O novo modelo precisará cumprir a difícil missão de ser minimamente lucrativo e estar de acordo com os padrões de segurança e emissões.

LEIA MAIS: Confira 5 motivos para comprar  Up! e não Mobi, ou Kwid

O novo subcompacto da VW ficará abaixo do I.D, hatch totalmente elétrico cujas encomendas começarão a serem aceitas a partir de 8 de maio próximo. de acordo com a fabricante alemã. Sabe-se que o carro terá autonomia em torno de 550 km e vai custar algo em torno de 30 mil euros, o que equivale a cerca de R$ 129 mil numa conversão simples, bem mais caro do que deverá custar o novo Fiat 500 elétrico.  

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.