Tamanho do texto

Um dos maiores escândalos da industria automotiva chega ao fim em 2019. Saiba mais detalhes sobre o desfecho do caso polêmico

Fiat Tipo foi um dos modelos mais vendidos de sua época. Depois do escândalo, as vendas baixaram
Divulgação
Fiat Tipo foi um dos modelos mais vendidos de sua época. Depois do escândalo, as vendas baixaram

Uma recorrente falha na mangueira de alta pressão do fluido da direção hidráulica do Fiat Tipo acabou frustrando diversos proprietários que tiveram seus carros incendiados. A boa notícia é que a Justiça finalmente deu ganho de causa para todos os proprietários que tiveram esse problema, após 23 longos anos.

LEIA MAIS: Tipo, Santana e Monza! Veja carros que saíram de linha, mas continuam no mundo

A mangueira que canalizava o fluido da direção hidráulica ficava muito perto das partes mais quentes do motor. Com o tempo, ela se rompia e despejava o líquido nestes componentes, fazendo com que o Tipo entrasse em chamas. Ainda houve um recall em 1996, compreendendo 170 mil modelos. Os que haviam sofrido com o incêndio do Fiat Tipo , por outro lado, nunca haviam ganhado a causa na justiça até hoje.

Para garantir os direitos, o cidadão terá que comprovar que foi proprietário de um Tipo incendiado. Além do Renavam com os dados do carro, é preciso contar com registros de que o seu modelo realmente teve este problema. Boletim de ocorrência, fotos e testemunhas estão entre os requisitos.

LEIA MAIS: Fiat 500 terá apenas versões elétricas na próxima geração

O Tipo foi um grande sucesso da Fiat, se beneficiando da queda do dólar em meados de 1993 e 1994. Naquela época, era o carro mais vendido da categoria. A versão 1.6 com injeção monoponto tinha apenas 82 cv de potência. Considerando o corpanzil de 1.130 kg, o desempenho era abaixo do esperado. Com motor 2.0, de 109 cv, o Tipo ganhava mais fôlego. Mas era a versão esportiva Sedicivalvole 2.0 16V, que fazia a cabeça dos amantes da velocidade, com 137 cv de potência.

Muito depois do Fiat Tipo

Tal como o Fiat Tipo, os modelos BMW X5 e X6 também estão sendo convocado para recall
Divulgação
Tal como o Fiat Tipo, os modelos BMW X5 e X6 também estão sendo convocado para recall

Recalls acontecem a todo tempo no Brasil, englobando as mais diversas marcas e categorias de veículos. O último foi anunciado na manhã de hoje (25), quando a BMW convocou 896 proprietários dos modelos X5 e X6 para averiguar uma possível falha no funcionamento do airbag do motorista. De acordo com a marca alemã, os componentes podem apresentar problema no funcionamento.

LEIA MAIS: Conheça os 5 SUVs seminovos mais econômicos até R$ 50 mil

Com a falha, caso o airbag seja acionado, o aumento da pressão interna poderá causar o rompimento da bolsa e a projeção de peças de metal. Ainda conforme a marca, isso poderá colocar condutor, passageiros e terceiros em risco. Tal como o Fiat Tipo , para saber se o seu modelo está enquadrado no recall, vale fazer a consulta através do próprio site da marca, ou pelo número 0800 019 7097. O recall compreende o chassi WBAFF41010L125244 até WBAFF41068L100075, produzidos entre 01 de novembro de 2006 a 20 de dezembro de 2008.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.