Tamanho do texto

Novidade no compacto da marca japonesa será lançada na próxima geração, de acordo com executivo. Saiba mais detalhes sobre o que vem por aí


Toyota Yaris vermelho arrow-options
Carlos Guimarães/iG
Toyota Yaris também irá entrar na era dos híbridos no Brasil, assim como acaba de acontecer com o Corolla


Conforme apurado pela reportagem do iG Carros, a Toyota terá ao menos uma versão híbrida para os modelos hatch e sedã do Yaris em sua próxima geração no Brasil - que ainda não tem data para estrear. A informação foi confirmada por Miguel Fonseca, chefe-executivo da marca para a América Latina e Caribe. 

LEIA MAIS: Toyota Yaris fica mais caro na linha 2020 e diminui número de versões manuais

“Os brasileiros podem sonhar com uma versão híbrida do Yaris”, concordou Fonseca, durante o lançamento da nova geração do Corolla. “Deverá acontecer na próxima geração”. O executivo também aproveitou a ocasião para salientar as boas vendas dos modelos híbridos na Europa, onde correspondem a 70% das vendas da Toyota.

A marca sempre utilizou a eletrificação como uma de suas grandes campanhas de marketing e nunca escondeu o interesse de lançar novos modelos híbridos em todos os mercados que atua. 

LEIA MAIS: Toyota Yaris 2019 chega em nova versão aventureira X-Way

Toyota Corolla prata arrow-options
Divulgação
Toyota Corolla 2020 passa a ter uma versão híbrida na nova geração, seguindo o exemplo do SUV RAV4

Na Europa, o único modelo da Toyota que não conta com versão híbrida é o subcompacto Aygo, mas a marca também não aposta em nenhum carro 100% elétrico. Quando questionado sobre isso, Fonseca diz que o sistema híbrido introduzido globalmente pela Toyota “resolve o problema” dos carros elétricos. 

“Nós lançamos o primeiro carro elétrico de vendas expressivas no mundo, que foi o RAV4, na década de 90. Se você for para os Estados Unidos, até hoje encontrará esses modelos rodando”, relembra o executivo. “A grande solução do híbrido é aumentar a economia de combustível sem exigir muito do bolso do cliente. O custo para fazer um carro elétrico é bem maior.”

LEIA MAIS: Toyota Yaris Sedan: ele é melhor que Honda City e VW Virtus? Veja vídeo

Como retrospecto, Fonseca diz que o índice de substituição das baterias da Toyota no mundo todo é de 0,2% em dez anos. Ou seja, neste período de tempo, apenas um em cada 5.000 proprietários terá substituído a bateria.