Honda CR-V
Divulgação
Honda CR-V vai concorrer com o Toyota RAV4. Ainda não há confirmações sobre a sua chegada ao Brasil

O Honda CR-V acaba de receber uma leve reestilização de “meia vida”. Visualmente, o SUV se diferencia pelo friso dianteiro escuro a integração da luz de neblina no para-choque frontal. Entretanto, a maior novidade está na versão híbrida, que chegará aos EUA no início do ano que vem. Para o Brasil, ainda não se sabe se virá. Desse modo, o rival Toyota RAV4 é a única opção eletrificada da categoria.

LEIA MAIS: Honda CR-V: ele é melhor que Chevrolet Equinox e VW Tiguan?

Honda CR-V
Divulgação
Reestilização tem como objetivo dar uma renovada de "meia-vida" na geração

O Honda CR-V Hybrid recebeu um seletor de marchas por botão, localizado no novo console central. Nele, é possível selecionar a teclas P (estacionamento), D (drive), N (neutro) e R (ré). Além disso, estão disponíveis os modos Eco, Sport e EV — exclusivo para a condução elétrica.

Equipamentos e conjunto mecânico

Honda CR-V
Divulgação
Oferece central multimídia de 7 polegadas sensível ao toque, compatível com Apple CarPlay e Android Auto

O SUV híbrido também recebeu um novo quadro de instrumentos digital, que traz informações de condução específicas para a motorização. Entre elas, gasto e recuperação de energia, carga de bateria e autonomia, por exemplo. Por fim, há ainda uma chave que permite elevar a capacidade de regeneração em caso de frenagem e desaceleração. Falando em energia, o carregador de celular sem fio também chega como novidade.

LEIA MAIS: Honda HR-V Touring Turbo vale mesmo os R$ 139.900? Veja avaliação

Honda CR-V
Divulgação
Outro destaque é um seletor de marchas por botão, localizado no novo console central

Como se não bastasse, o CR-V híbrido oferece central multimídia de 7 polegadas sensível ao toque, compatível com Apple CarPlay e Android Auto. Como opcionais, nos EUA o modelo pode vir com partida remota do motor, ar-condicionado de duas zonas, portas USB na traseira e banco do passageiro frontal com aquecimento e ajustes elétricos.

LEIA MAIS: Toyota RAV4 híbrido surpreende pela economia: faz 14,3 km/l na cidade

O conjunto mecânico do SUV da Honda utiliza dois motores elétricos, que trabalham ao lado de um 2.0, de quatro cilindros. De acordo com a marca, juntos eles geram 212 cv. Ambos os motores enviam o movimento às quatro rodas. Enquanto os elétricos movimentam as de trás, o combustão cuida do eixo dianteiro. Segundo a marca, chega a ser 50% mais econômico que o modelo a gasolina. Isso porque o Honda CR-V é capaz de um consumo de 17,3 km/l, de acordo com a fabricante. 

    Veja Também

      Mostrar mais