Tamanho do texto

Hatch médio será mostrado por completo no próximo dia 24 e deverá chegar às lojas europeias a partir do fim de novembro. Veja o que já sabemos

VW Golf arrow-options
Divulgação
O sketch do VW Golf revela novos faróis, grade e silhueta da área envidraçada. A coluna "C" está menor

Por conta do cronograma de lançamentos, o VW Golf MK8 não foi apresentado durante o Salão de Frankfurt (Alemanha). Entretanto, o carro mais vendido da marca está confirmado para o próximo dia 24 de outubro, e deverá chegar às concessionárias da Europa ao longo dos últimos meses de 2019.

LEIA MAIS: Confira todos os lançamentos da Volkswagen no Brasil até 2025

Ainda que o modelo já tivesse aparecido sem qualquer camuflagem (uma delas, inclusive, no drive-thru de um McDonald’s), a Volkswagen não havia revelado informações oficiais sobre o visual do Golf . Os novos sketches proporcionam um “gostinho” do que está por vir na próxima geração.

VW Golf arrow-options
Reprodução/Instagram
O VW Golf já foi flagrado sem camuflagem nas proximidades de sua fábrica, em Wolfsburg (Alenanha)

Assim como todas as outras gerações do Golf, o modelo surge como uma evolução natural do atual “MK7”. As grandes mudanças ficam por conta da nova grade frontal estreita, integrada aos lustres dianteiros com novo design e disposição de LEDs. A área envidraçada da silhueta fica um pouco mais arredondada, diminuindo o tamanho da coluna C - que sempre foi a característica mais marcante do Golf. Da mesma forma, uma leve inclinação ao fim da traseira acrescenta características de cupê ao hatch médio.

VW Golf arrow-options
Divulgação
O interior do VW Golf contará com novo conceito de design, seguindo Jetta e Tiguan

Se por fora a evolução é discreta, o interior do Golf MK8 é completamente novo. O antigo painel com disposição vertical foi substituído, adotando o conceito mais horizontalizado de Jetta e Tiguan. Na imagem revelada pela Volkswagen, também podemos reparar que a central multimídia é flutuante e não possui botões físicos.

LEIA MAIS: VW prepara versão do T-Cross com jeito de cupê. Poderá se chamar Urban Coupé

Apenas o hatchback estará nas lojas no fim do ano, enquanto as versões GTI, GTE e Variant ficarão para o início de 2020. Vale lembrar que a chegada do VW ID.3 - o primeiro carro elétrico da marca - eliminou o antigo e-Golf.

Mas e o Brasil?

VW Golf arrow-options
Divulgação
O VW Golf GTE tem sistema de recarga "plug-in", proporcionando autonomia de 900 km

Os hatches médios respiram por aparelhos no mercado brasileiro, correspondendo a menos de 0,7% das vendas nacionais - conforme a Fenabrave - portanto, a próxima geração do VW Golf deverá ser importada de Wolfsburg (Alemanha) em versões muito específicas, quase de nicho. A produção do GTI nacional em São José dos Pinhais (PR) foi interrompida, mas há estoque suficiente para atender a rede de concessionárias nos próximos meses.

LEIA MAIS: Aceleramos o Golf GTE, novo modelo híbrido da Volkswagen

A Volkswagen também importou algumas unidades do VW Golf GTE, modelo híbrido com até 900 km de autonomia que combina o conhecido 1.4 turbo com um motor elétrico. Ao lado da GTI, será a última pá de cal na sétima geração no Brasil.