Toyota Raize
Divulgação
Toyota Raize estreia novo motor 1.0 turbo de três cilindros e tração integral

Os holofotes se voltaram para a Toyota quando algumas imagens do Raize vazaram na internet. Dessa vez, o SUV compacto cotado para o mercado brasileiro foi revelado oficialmente no Japão, onde será oferecido com motor turbo, cluster 100% digital e opção de tração integral.

LEIA MAIS: Veja 5 carros que vendem bem e vão mudar bastante em 2020

Desenvolvido ao lado do irmão de baixo custo, o Daihatsu Rocky, o Raize conta com a mesma plataforma TNGA (Toyota New Global Architecture) de Corolla, RAV4 e Prius. Com 3,99 metros de comprimento, 1,62 m de largura, 1,69 m de altura e 2,52 m de entre-eixos, o modelo japonês é menor que seus correspondentes brasileiros. O Honda HR-V , por exemplo, tem 4,32 metros de comprimento, 1,77 m de largura e 2,61 m de entre-eixos.

O motor 1.0 turbo de três cilindros também é novo, desenvolvendo 98 cv de potência e 14,3 kgfm de torque, com opção de tração integral. A transmissão do tipo “D-CVT” é a mesma do Corolla nacional.

LEIA MAIS: Cancelado no Brasil, Toyota C-HR já pode ser encomendado na Argentina

Desde a versão básica, há um bom pacote de equipamentos de conveniência e segurança: controle de cruzeiro adaptativo, detector de pedestres, alerta de ponto-cego e frenagem automática de emergência são alguns dos que marcam presença.

Cotado para o Brasil

Toyota Raize
Divulgação
Com o Raize, a Toyota finalmente poderia disputar com Hyundai Creta, Jeep Renegade e Honda HR-V

Após o lançamento no Japão, o Raize será importado para Malásia, Filipinas e Índia - para o início do abastecimento no mercado asiático. A Toyota investiu R$ 1 bilhão na modernização da fábrica de Sorocaba (SP) para a fabricação de novos produtos sobre a plataforma TNGA, mas o novo SUV ainda não está 100% confirmado.

O ex-presidente da Toyota para América Latina e Caribe, Steve St.Angelo, já havia antecipado que a solução para um SUV compacto poderia surgir em uma parceria com a Daihatsu. O Raize se enquadra nesses requisitos, mas o modelo nacional seria bem diferente do japonês.

O mercado nacional clama por SUVs maiores. Com 3,99 metros de comprimento, o Raize japonês iguala as proporções de hatches compactos como Renault Sandero (4,07 m) e Fiat Argo (3,99 m). A Toyota, evidentemente, fará adaptações no modelo para aumentar a distância entre-eixos.

LEIA MAIS: Dossiê Toyota: confira todos os lançamentos da fabricante no Brasil até2025

As versões mais caras do novo SUV nacional poderão compartilhar a mecânica como Toyota Corolla . Ou seja, podemos esperar pelo 2.0 Dynamic Force de 177 cv, além do 1.8 híbrido flex de 123 cv, com câmbio continuamente variável capaz de simular dez marchas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários