Toyota Raize
Divulgação
Toyota Raize estreia novo motor 1.0 turbo de três cilindros e tração integral

Os holofotes se voltaram para a Toyota quando algumas imagens do Raize vazaram na internet. Dessa vez, o SUV compacto cotado para o mercado brasileiro foi revelado oficialmente no Japão, onde será oferecido com motor turbo, cluster 100% digital e opção de tração integral.

LEIA MAIS: Veja 5 carros que vendem bem e vão mudar bastante em 2020

Desenvolvido ao lado do irmão de baixo custo, o Daihatsu Rocky, o Raize conta com a mesma plataforma TNGA (Toyota New Global Architecture) de Corolla, RAV4 e Prius. Com 3,99 metros de comprimento, 1,62 m de largura, 1,69 m de altura e 2,52 m de entre-eixos, o modelo japonês é menor que seus correspondentes brasileiros. O Honda HR-V , por exemplo, tem 4,32 metros de comprimento, 1,77 m de largura e 2,61 m de entre-eixos.

O motor 1.0 turbo de três cilindros também é novo, desenvolvendo 98 cv de potência e 14,3 kgfm de torque, com opção de tração integral. A transmissão do tipo “D-CVT” é a mesma do Corolla nacional.

LEIA MAIS: Cancelado no Brasil, Toyota C-HR já pode ser encomendado na Argentina

Desde a versão básica, há um bom pacote de equipamentos de conveniência e segurança: controle de cruzeiro adaptativo, detector de pedestres, alerta de ponto-cego e frenagem automática de emergência são alguns dos que marcam presença.

Cotado para o Brasil

Toyota Raize
Divulgação
Com o Raize, a Toyota finalmente poderia disputar com Hyundai Creta, Jeep Renegade e Honda HR-V

Após o lançamento no Japão, o Raize será importado para Malásia, Filipinas e Índia - para o início do abastecimento no mercado asiático. A Toyota investiu R$ 1 bilhão na modernização da fábrica de Sorocaba (SP) para a fabricação de novos produtos sobre a plataforma TNGA, mas o novo SUV ainda não está 100% confirmado.

O ex-presidente da Toyota para América Latina e Caribe, Steve St.Angelo, já havia antecipado que a solução para um SUV compacto poderia surgir em uma parceria com a Daihatsu. O Raize se enquadra nesses requisitos, mas o modelo nacional seria bem diferente do japonês.

O mercado nacional clama por SUVs maiores. Com 3,99 metros de comprimento, o Raize japonês iguala as proporções de hatches compactos como Renault Sandero (4,07 m) e Fiat Argo (3,99 m). A Toyota, evidentemente, fará adaptações no modelo para aumentar a distância entre-eixos.

LEIA MAIS: Dossiê Toyota: confira todos os lançamentos da fabricante no Brasil até2025

As versões mais caras do novo SUV nacional poderão compartilhar a mecânica como Toyota Corolla . Ou seja, podemos esperar pelo 2.0 Dynamic Force de 177 cv, além do 1.8 híbrido flex de 123 cv, com câmbio continuamente variável capaz de simular dez marchas.

    Veja Também

      Mostrar mais