Motor Show

Peugeot arrow-options
Roberto Assunção
Peugeot 3008 desbancou absolutamente todos os SUVs em pouca depreciação. Será que agora o mercado vai dar um crédito?

Saiu a lista dos carros com menor desvalorização em 2019, e a maior surpresa do ranking é o Peugeot 3008. O SUV francês só não desvalorizou menos que a Toyota Hilux – a picape japonesa, por sinal, foi o único modelo a se valorizar! Sim, uma Hilux com um ano de uso vale 0,55% mais do que quando foi comprada, zero-quilômetro, no ano passado. Os dados são do estudo da KBB Brasil ( mais detalhes aqui ).

LEIA MAIS:  Peugeot 3008 ganha versão de entrada Allure. Será que agora vai?

O resultado do Peugeot 3008 surpreende principalmente porque a marca francesa teve sua imagem fortemente manchada, há alguns anos, não só por opções erradas no desenvolvimento de produtos (com o fraco 207 versão brasileira substituindo o fenômeno 206, por exemplo), mas também por um pós-venda problemático, tanto por demasiados defeitos nos carros quanto pelo atendimento nas concessionárias.

Desvalorização mínima

O Peugeot 3008 modelo 2019 desvalorizou só 1,49% no primeiro ano de uso (considerando um modelo comprado em janeiro de 2019 zero-quilômetro com seu valor atual).

LEIA MAIS: Peugeot 2008 1.6 Griffe THP: divertido, mas demorou para chegar

É menos do que VW Golf, outro carro que retém muito de seu valor no mercado de usados – desvalorizou só 3,41%, o que é também surpreendente, considerando que saiu de linha (de produção e de vendas) aqui no Brasil para dar lugar ao T-Cross.

Parênteses: falando no Golf, é curioso ver que o Ford Focus, seu arquirrival que também saiu de linha, desvalorizou absurdos 28,13% ( leia aqui ). Motivos de o Ford desvalorizar tão mais? Transmissão de dupla embreagem problemática, encerramento da fábrica em São Bernardo do Campo e da produção na Argentina – e, além disso, a reputação geral do modelo nunca foi tão sólida quanto a do Golf.

Não só a campanha

Peugeot 3008 arrow-options
Divulgação
Peugeot 3008 tem linhas arrojadas e conjunto bem acertado como aliados para se manter valorizado no mercado de seminovos

Voltando à desvalorização do Peugeot 3008: as marca fez uma forte campanha de pós-venda, em que cliente insatisfeito não paga mão de obra, há guincho grátis por anos, entre outras medidas ( leia aqui ). Claro que isso ajudou bem nesse resultado, mas não foi só.

LEIA MAIS:  Peugeot confirma que próxima geração do 208 será fabricada na Argentina

Fosse apenas essa a explicação, o Peugeot 2008 não seria o nono com maior desvalorização no ano (18,74%). Porém, no caso do irmão menor, as mudanças mecânicas do produto em si (ganhou transmissão melhor, de seis marchas, e versão turbo agora automática) ajudam a explicar o mau desempenho.

O próprio Peugeot 3008 explica

No caso da desvalorização do Peugeot 3008, o resultado positivo tem como principal explicação também o produto em si – por ser excepcionalmente bom. O modelo foi Compra do Ano 2019 na sua categoria e a a nova versão de entrada, Allure , supera opções topo de linha de SUVs compactos como Honda HR-V Touring e VW T-Cross ( clique aqui para ler o comparativo ), enquanto a topo de linha Griffe supera SUVs até mais “pop”, como o Jeep Compass, e maiores e mais potentes, como o Chevrolet Equinox ( clique aqui para ler o comparativo ).

Enfim, o Peugeot 3008 é um SUV médio bonito por dentro e por fora e incrível de guiar, com acerto dinâmico afiado, rodar confiante e volante de pequeno diâmetro – além de um também excepcional motor 1.6 que combina muito bem economia e conforto. Com tantas qualidades, não surpreende que seja tão cobiçado no mercado de usados – e, com essa nova imagem e prestígio, deve continuar sendo um bom negócio.

    Veja Também

      Mostrar mais