renault twingo arrow-options
Divulgação
Renault Twingo da nova geração vai fazer parte da linha de modelos elétricos da marca francesa, que vende o Zoe no Brasil


A Renault vai ressuscitar o Twingo, um modelo subcompacto que já foi vendido no Brasil, mas de um jeito diferente. O modelo será relançado pela montadora francesa como um carro urbano totalmente elétrico, o Twingo ZE, pensado para competir com novos carros principalmente no mercado de compartilhamento de veículos.

LEIA MAIS: Ford terá novos veículos eletrificados no Brasil. Novo Kuga pode ser o primeiro

“O Renault Twingo ZE não é apenas adaptado ao uso diário, mas também projetado para apoiar a transformação urbana", diz Stéphane Wiscart,  diretor da Renault. O modelo mantém o tamanho original do seu antecessor: apenas 3,35 metros de comprimento, e seu desempenho é característico de um carro pequeno para circular na centro da cidade, que é basicamente a proposta desse modelo.

A potência é de 82 cv mas graças ao torque elétrico tem um bom arranque de saída: no deslocamento até 50 km/h leva quatro segundos. A autonomia com uma carga elétrica é de 195 km/h, um tanto modesta mas apropriada para circulação urbana.

O Twingo ZE segue uma proposta sustentável. Utiliza uma pequena bateria de 22 kilowatts, que pode ser recarregada em uma hora em uma estação apropriada de carregamento. Ou seja, o objetivo é evitar o desperdício de uma bateria grande de maior capacidade que seria usada raramente no dia-a-dia do uso do veículo.

A Renault vai também oferecer aos motoristas do Twingo ZE a escolha de três opções de sons externos diferentes do motor para alertar os pedestres, um dos problemas dos carros elétricos porque tem um rodar silencioso. O volume varia de acordo com a velocidade.

LEIA MAIS: Volkswagen quer superar a Tesla no mundo dos carros elétricos

Em duas décadas de produção, a Renault vendeu cerca de 4 milhões de unidades do Twingo movido a gasolina no mundo.  A sua fórmula de deve ao tamanho reduzido e à grande capacidade de manobra, uma facilidade na trânsito das cidades.

Agora, na versão “carro verde”, a Renault pretende vender 25.000 Twingo ZE anualmente.  Isso o tornará um dos modelos mais vendidos do seu segmento. O preço é 22 mil euros.

Elétricos urbanos

Fiat 500 cinza arrow-options
Divulgação
Fiat 500 elétrico da nova geração já está com chegada confirmada no Brasil em 2020


O Twingo ZE é um carro do segmento A, na Europa, o que no mercado brasileiro é um veículo subcompacto. Outros modelos elétricos na sua classe säo o Fiat 500 e  o Smart Fortwo EQ.

O Fiat 500 Electric terá uma remodelação do carro atual, com atualizações sutis nas linhas retrô clássicas, enquanto a cabine ganha um redesenho completo. A Fiat tem planos para o modelo ser uma alternativa mais barata neste segmento.

O Smart Fortwo EQ tem dimensões incrivelmente pequenas para a condução na cidade.  Seu motor elétrico tem 80 cv e a bateria pode carregar de 0 a 100% em três horas em um carregador de 240v.  O Fortwo EQ tem uma autonomia estimada de 100 km. O modelo é fabricado pela Mercedes-Benz nas versões cupê e cabriolet (conversível). A autonomia estimada em 100 km.

LEIA MAIS: Corsa e Peugeot 208 ganham versões elétricas

Smart For Two arrow-options
Divulgação
O Smart EQ fortwo recebeu nova grade de malha, faróis de LED e novo para-choque com aberturas verticais

No mercado europeu este tipo de veículo tem grande apelo comercial por serem muito utilizados no sistema “carsharing”, um modelo de aluguel de veículos em que o cliente usa o carro por hora. O objetivo desse serviço é reduzir o uso excessivo do carro, diminuindo as emissões de CO2 por meio do compartilhamento dos veículos, que ficam distribuídos por vários pontos na cidade. E a Renault não quer ficar de fora desse mercado.

    Veja Também

      Mostrar mais