A Ford fechou 2019 em quinto lugar no mercado brasileiro de veículos. As suas vendas caíram cerca de 5 por cento, mesmo com o forte resultado do Ka que não foi suficiente para superar as quedas nas vendas dos sedans e hatch da Ford.

LEIA MAIS; Veja 10 carros elétricos que podem vir ao Brasil ainda em 2020

O resultado da montadora ficou abaixo do desempenho geral do mercado: as vendas de veículos leves cresceram 7,6 por cento em 2019 com relação ao ano anterior. A decisão da Ford de descontinuar os seus modelos, Fiesta , Focus (sedan e hatchback) e o Fusion no Brasil contribuíram para a queda.

Kuga
Divulgação
O Ford Kuga Híbrido deve ser o primeiro lançamento da marca em 2020

Mas a reformulação mundial das linhas da marca poderá trazer melhorias nos resultados ao longo do tempo. Segundo a montadora, os veículos Ford do futuro estão dirigindo para o próximo nível, prontos para oferecer economia de combustível aprimorada, tecnologia inteligente, design moderno e comodidades atenciosas. Principalmente com modelos híbridos e totalmente elétricos.

Um dos modelos previstos para o Brasil é o SUV compacto Kuga que pode ser produzido na fábrica da empresa na Argentina. O modelo ficaria na faixa de cima do atual EcoSport cuja competitividade está no segmento de entrada dos utilitários esportivos.

O Kuga tem opção híbrida plug-in (que pode ser recarregada na tomada) e híbrida convencional. Ambas utilizam o motor quatro cilindros 2.5 de ciclo Atkinson combinado a um motor elétrico e um gerador. Não foi informado ainda qual dessas versões estará por aqui e nem se o motor à combustão terá a tecnologia flex.

Kuga
Divulgação
O Kuga tem uma versão híbrido plug-in que pode recarregar numa tomada o motor elétrico

A bateria de íons de lítio tem 14,4 kWh e, combinados, entregam 225 cv. A versão Plug-in pode rodar só no modo elétrico por até 50 km e carrega a bateria em um ponto de 230V em cerca de 4 horas.

A nova geração foi mostrada na Europa e Estados Unidos, concomitantemente. A principal mudança é que ela ficou até 90 kg mais leve que a versão anterior. Ela usa a plataforma C2 do novo Focus (que por enquanto não virá para o Brasil). A rigidez torcional aumentou em 10%.

O Kuga ficou 44 mm mais largo e 89 mm mais longo, o que dá 43 mm a mais de espaço para os ombros e 57 mm para os quadris nos bancos dianteiros. Atrás, são 20 mm e 36 mm a mais para as mesmas medidas, respectivamente. A altura total do veículo foi reduzida em 20 mm se comparado ao antecessor. Porém, o novo oferece 13 mm na frente e 35 mm atrás a mais de espaço para a cabeça dos ocupantes.

LEIA MAIS: Conheça o Tonale, primeiro SUV eletrificado da Alfa Romeo

Nos Estados Unidos, o Ford Escape é a versão americana do Kuga. Totalmente renovado, o Escape e o Kuga são modelos importantes para a marca manter um bom resultado no segmento de SUVs compactos.

Modelos bem-vindos

No mercado norte-americano, a Ford Motor Company anunciou que prepara uma ofensiva em 2020 e 2021 com o lançamento da primeira  nova safra de novos modelos. Embora ainda não confirmados, alguns deles seriam bem-vindos no mercado brasileiro e ajudariam a montadora a preencher lacunas de mercado, além de contribuir muito para a imagem da marca nos próximos anos

O SUV Mach-E, inspirado no design do Mustang, é um dos previstos. É um veículo elétrico de alto desempenho. A versão que virá para o Brasil é a GT que faz de 0 a 100 km / h em 3 segundos.

Ford
Divulgação
O Mach-E é um SUV totalmente elétrico de alto desempenho e tem seu desenho inspirado no Mustang

Com a saída da Ford do mercado de veículos comerciais, a van Ford Transit, que já esteve por aqui com relativo sucesso, poderia voltar na versão 2020. O novo modelo oferece uma variedade de novas tecnologias de assistência ao motorista, capacidade de carga pronta para o trabalho e opções aprimoradas de trem de força, além tração nas quatro rodas inteligente (AWD).

Transit
Divulgação
A moderna van Transit, foi totalmente remodelada e incorpora várias tecnologias de assistência ao motorista

Para o mercado de caminhões leves, a gigante picape Super Duty poderia ser uma boa opção. Em 2020, o modelo terá um novo visual com uma nova grade, faróis e fáscia e novos materiais internos, cores e acabamentos. Ele também possui nova opção de trem de força, bem como novas tecnologias de assistência ao motorista.

Super Duty
Divulgação
A Ford tem larga tradição em picapes e gigante Super Duty poderia ajudar a marca no Brasil no segmento de comerciais leves

Ainda cercado de mistério, o Ford Bronco , um SUV icônico, poderia ser outra aposta. Ele foi um dos principais veículos 4x4 do mundo por três décadas, desde meados dos anos sessenta até meados dos anos 90. Esta nova geração do Bronco possui a mais recente tecnologia inteligente e um novo visual arrojado, mantendo-se fiel às suas raízes robustas. Este modelo seria uma boa opção para abandonar o Troller T4, marca de propriedade da Ford no mercado brasileiro.

Bronco
Kleber Pinho da Silva
Cercado de mistério, a Ford americana deve apresentar a versão final do Bronco no Salão de Detroit em junho próximo.

LEIA MAIS: Conheça a nova safra de SUVs elétricos que estão vindo por aí

Por lá e aqui, a Ford passa por um momento crítico de reformulação. A chegada de novos veículos é fundamental para a empresa voltar a crescer no mercado automotivo e melhorar a lucratividade no mercado brasileiro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários