jaguar E-Type arrow-options
Reprodução
Jaguar E-Type de 1964 ficou ainda melhor que o original com reforços estruturais e alguns componentes aperfeiçoados

Considerado um dos carros mais belos já lançados, o Jaguar E-Type é um clássico de renome. De vez em quando, aparecem alguns exemplares curiosos, como a rara versão 3.8 FHC que ficou abandonada por 40 anos e voltou a rodar em plena forma depois de um minucioso processo de restauração no Reino Unido.

LEIA MAIS: Encontrados Fiat, Alfa Romeo e Peugeot abandonados há 27 anos

Sabe-se que o Jaguar E-Type fabricado em 1964 ficou parado em um galpão por quatro décadas. E que a restauração deixou a raridade exatamente como saiu da linha de montagem, o que inclui a pintura Opalescent Silver Blue, um tom de azul claro métalico que combina bem com as linhas do esportivo inglês.

O clássico teve que ser todo descontado para recomporem desde sua estrutura até pequenos detalhes de acabamento. Houve como recuperar alguns componentes, entre os quais do assoalho, além de um outro do interior do carro. O resultado final teve avaços em relação ao modelo original, com várias camadas de tinta e reforços estruturais.

LEIA MAIS: Os 10 carros clássicos mais incríveis esquecidos em garagens

Jaguar E-type arrow-options
Reprodução
Antes de depois da restauração dá uma ideia de que houve muito trabalho a ser feito no clássico inglês de renome

Nessa linha de aperfeiçoamentos, a suspensão e os freios da raridade também ficaram melhores que os originais. O motor de seis cilindros em linha recebeu uma virabrequim mais leve. E a caixa de câmbio é completamente nova e mais moderna, com refrigeração feita com ajuda de um radiador de alumínio. Além disso, o sistema de escape passou a ser de aço inoxidável desde os coletores presos ao bloco do motor.

LEIA MAIS: Ferrari Daytona raríssima é encontrada no Japão, depois de 40 anos

O preço do Jaguar E-Type depois da restauração não foi divulgado, mas modelos similares têm sido vendidos por alto em torno de 185 mil libras, o que equivale ao redor de R$ 1,7 milhão em uma conversão simples, de acordo com o site americano Autoevolution .

    Veja Também

      Mostrar mais