Kia Telluride arrow-options
Divulgação
Kia Telluride ficou com o principal destaque no prêmio que elege os melhores carros do mundo de 2020


A Kia ganhou duas das cinco categorias da eleição World Car Awards 2020, o Carro Mundial do Ano, cujos resultados foram anunciados online - dado que o Salão de Nova York, tradicional palco da premiação, foi adiado este ano por causa da pandemia de Covid-19.

LEIA MAIS: Elegemos os 5 carros mais revolucionários da década no Brasil

Realizado desde 2005, o prêmio tem como base o neutro Canadá. Um júri de jornalistas automotivos se reúne pela internet e nos salões internacionais para eleger os melhores modelos do planeta. Desta vez, foram 86 votantes, de 25 países (o único representante brasileiro é este repórter que vos escreve). Veja aqui os automóveis mais votados pelos jurados, por categoria.

O Kia Telluride levou o título principal (World Car of the Year) no prêmio mundial do carro do ano. Concorreram 29 modelos lançados no ano passado. Na rodada final da eleição, o Telluride conseguiu superar dois modelos da Mazda: o crossover compacto CX-30 e seu "irmão" hatch, o Mazda3.

Entre os automóveis elegíveis para o WCOTY, havia carros tão variados quanto a nova geração do Range Rover Evoque, o Mercedes-Benz CLA e o Volkswagen T-Cross.

Desconhecido no Brasil, o Telluride é produzido desde 2019 nos Estados Unidos, onde é considerado um "utilitário de médio porte". Para nossos padrões, contudo, é uma ultraconfortável "jamanta" com 5m de comprimento.

Entre seus destaques estão o visual moderno, a alta tecnologia embarcada (o som do rádio, por exemplo, pode ficar limitado aos dois ocupantes dos bancos da frente, e há uma espécie de intercomunicador com que o motorista pode conversar - sem levantar a voz - com quem vai na terceira fileira de assentos. O motor é um V6 de 3,8 litros e 295cv.

Melhor elétrico


Outro troféu para um Kia - no caso, o Soul EV . Além do estilo arrojado, a segunda geração do carrinho elétrico sul-coreano tem um motor de nada menos que 150kW (204cv), além de um pacote de baterias de 64kWh que garante autonomia de 452km, pelo ciclo WLTP.

O Soul EV já foi homologado para o mercado brasileiro, mas não ainda não há previsão de chegada por aqui. Seu preço é alto: na Europa, o modelo custa quase € 50 mil - para comparar, existem por lá outros elétricos urbanos igualmente confortáveis por € 30 mil.

LEIA MAIS: Os melhores carros que aceleramos em 2019

Os outros finalistas da categoria World Urban Car foram o Mini Electric e o nosso conhecido Volkswagen T-Cross.

Aqui, uma barbada: o Porsche Taycan ficou com o prêmio de World Luxury Car. Melhor carro que testamos no ano passado, este é o primeiro modelo 100% elétrico da casa de Zuffenhausen. Seu desenho conseguiu manter a alma Porsche nessa transição da combustão para a eletricidade.

Mais silencioso do que um Rolls-Royce, o cupê de quatro portas pode rodar até 463km entre as recargas. Além disso, é confortável e fácil de dirigir. Não à toa, sobrepujou os outros dois finalistas: seu "irmão" 911 (geração 992) e o utilitário elétrico Mercedes-Benz EQC. A previsão da Porsche é que o Taycan chegue ao Brasil no terceiro trimestre deste ano.

Melhor esportivo

Outro prêmio para o Taycan - e não poderia ser diferente! Reta livre, gire um botão e ponha o carro em modo sport plus. Use o pé esquerdo para dar pressão total nos freios e, ao mesmo, dê pé fundo no acelerador. O que se ouve é um “téc-téc-téc...” baixinho, enquanto o velocímetro digital vai ganhando um halo azul brilhante. Quando essa moldura formar um círculo completo, o lauch control (controle de lançamento) estará ativado. Tire o pé esquerdo do freio e mantenha o pé direito trancado no acelerador.

Em um instante, os 761cv de seus dois motores elétricos são despejados, em absoluto controle, no asfalto. Por mais que já tenham avisado, ninguém está preparado para o que vem a seguir: um aperto na traqueia e nos pulmões, como se o corpo acompanhasse o movimento do carro, mas os órgãos internos fossem espremidos contra o banco.

Lá fora, a paisagem vai ficando borrada e quem está a bordo (seja motorista ou carona) invariavelmente solta um palavrão de espanto misturado com pavor. Nem em um Fórmula-1, testado em 2013, eu havia sentido aceleração tão brutal! Em 9,8s, chegamos aos 200km/h...

Daí o Taycan ter ultrapassado os Porsche 718 Spyder/Cayman GT4 e o novo 911 - também finalistas da categoria World Performance Car este ano. Pois é: só deu Porsche!

Melhor estilo

O prêmio de melhor design do ano foi vencido pelo Mazda3. A equipe de estilo comandada por Yasutake Tsuchida conseguiu sair da mesmice: os resultados são um hatch e um sedã de porte médio, mas com frente alongada e jeitão de quem está pronto para briga. Tudo isso com formas limpas, sem apelar para penduricalhos e decorações pretensamente esportivas.

LEIA MAIS: Conheça 5 sedãs seminovos com câmbio automático por até R$ 50 mil

Em um feito e tanto, o Mazda3 superou outros dois finalistas entre os melhores carros do mundo da categoria World Car Design of the Year: o (adivinhem...) Porsche Taycan e a nova geração do Peugeot 208, que chegará ao Brasil assim que a peste permitir.

    Veja Também

      Mostrar mais