mercado
Divulgação
Com a forte crise econômica, na prática, boa parte dos preços de carros caiu, entre novos e usados, diz estudo da KBB Brasil

A retração no mercado de automóveis por conta da pandemia do novo coronavírus teve impacto também nos preços dos carros em junho. É o que aponta um levantamento realizado pela KBB Brasil com automóveis novos e usados, nacionais e importados, vendidos no mercado brasileiro.

LEIA MAIS: Preços dos carros usados ficarão mais distantes dos novos

Ainda de acordo com a KBB Brasil, que é especialista na precificação de veículos, apesar de as vendas mostrarem avanço na comparação com os meses iniciais da pandemia, os números de junho ainda não foram suficientes para absorver os estoques de carros parados nas concessionárias e lojas multimarcas.

Os modelos novos ficaram em média 0,85% mais em conta na comparação com o mês anterior, enquanto os seminovos (até três anos de uso) sofreram uma variação nos preços de -1,52%. A maior queda, porém, foi a notada entre os chamados usados (de quatro a dez anos de uso): -1,73%, conforme a tabela abaixo.

Idade Maio Junho Média 2019
0 km 2,25% -0,85% -0,27%
Seminovos (até 2017) -0,66% -1,52% -0,79%
Usados (até 2010) -2,24% -1,73% -0,75%




LEIA MAIS: Mercado automotivo usa vendas online e remotas para não entrar em colapso

Na divisão por marcas, os carros da Fiat (-4,22%) foram os que tiveram o maior variação entre os modelos zero km. Entre os carros seminovos, os destaques em termo de queda de preços foram os automóveis Ford (-6,38%), Peugeot (-3,63%) e Fiat (-2,96%). Peugeot (-2,58%), Volkswagen (-2,39%) e Ford (-2,38%) registraram as maiores quedas entre os usados em junho.

    Veja Também

      Mostrar mais