volvo
Divulgação
Volvo P180 Cyan: linhas clássicas, mas com desempenho de carro moderno de competição com motor turbo e câmbio manual

A Volvo resolve fabricar uma unidade do clássico P1800, dos anos 60, com uma série de melhorias. A tarefa foi incumbida ao mesmo time que preparou o C30 Polestar de corrida. Com nova carroceria com fibra de carbono, suspensão regulável e motor turbo, de 420 cv, o clássico de transformou em um belo esportivo.

As cores azul e amarela são as oficiais da equipe sueca e o icônico P1800 foi escolhido para mostrar o legado da Volvo no mundo automotivo. Poderiam ter transformado o antigo em um elétrico com o que há de mais moderno hoje em dia, mas a ideia foi coroar o prazer em dirigir com uma boa dose de refinamento.

"Usamos nossa experiência em motores, aerodinâmica e estrutura no carro que tem a leveza a e agilidade de um modelo de competição", de acordo com o Chefe de Projeto do Cyan Racing, Mattias Evensson. Ainda segundo ele, não há nada que possa atrapalhar o comando do piloto, portanto, o modelo não conta com ABS, controles eletrônicos de estabilidade ou tração, além de assistências de direção e freios.


Com apenas 990 kg de peso, o Volvo P1800 Cyan conta com a favorável relação entre peso e potência como aliada. O motor turbo, de quatro cilindros, gera 420 cv e 46 kgfm de torque, com faixa de corte nos 7.700 rpm. Trata-se do motor do C30 que deu o primeiro título mundial à marca Volvo, em 2017, mas com mapeamento alterado.

No conjunto mecânico também incluíram câmbio manual de cinco marchas, da Holinger, com alta precisão e com capacidade de agradar aos puristas com boa resistência. Além disso, a tração pe traseira, com diferencial de deslizamento limitado. E a suspensão ganhou braços de alumínio, com amortecedores ajustáveis.

Para completar o conjunto, as rodas são de aro 18, montadas em pneus Pirelli PZero 235/40 no eixo dianteiri e 265/35 no traseiro e que deixam à mostra os freios com pinças de quatro pistões e discos de 36 cm de diâmetro.

    Veja Também

      Mostrar mais