Carro ralado
Reprodução
Danos simples podem comprometer a venda do seu veículo seminovo

Chegou a hora de trocar de carro e você não fez questão de arrumar aquela ralada que surgiu misteriosamente no estacionamento do shopping? Saiba que isso pode influenciar diretamente na venda do veículo. Especialistas apontam que cuidar da estética do veículo pode fazer os olhos do comprador brilharem, ou acabar completamente com o interesse se o carro estiver judiado.

Segundo Gustavo Lima, CEO da plataforma de orçamentos automotivos BateClick, pequenos pontos na lataria provocados por batidas de abertura de porta ou em estacionamentos apertados comprometem o valor do veículo.

“Em geral, esses serviços são fáceis e o carro não vai ficar tanto tempo na oficina. Sabemos que imprevistos acontecem como, por exemplo, uma colisão no trânsito ou até mesmo um ralado na coluna do condomínio na hora de manobrar o carro. Ninguém quer ver o carro danificado. Por isso, é importante consertar esses detalhes para deixar o bem mais atrativo quando o proprietário resolver fazer a venda”, avalia o especialista.

Segundo Lima, é preciso procurar uma oficina capacitada para ter o melhor resultado e deixar o carro livre dos detalhes e pronto para a venda. “Se o reparo não for bem feito, o veículo continuará desvalorizado, já que a um serviço mal feito pode dar margem para interpretação de que o local sofreu uma avaria maior”, diz. 

    Veja Também

      Mostrar mais