Lincoln Continental 1963
Reprodução/Bonhams
Lincoln Continental 1963 é o carro em que o Kennedy foi assassinado em um atentado que ficou marcado na história americana


Duas limusines Lincoln Continental usadas pelo presidente americano John F. Kennedy, morto em novembro de 1963 em um atentado, serão as atrações automotivas de um leilão organizado pela Bonhams com artigos ligados aos presidentes dos Estados Unidos, que acontece no próximo dia 14, em Nova York (EUA).


O mais antigo desses carros presidenciais é um Lincoln Continental Mark V de 1960, um exemplar fechado e blindado que era considerado o veículo pessoal de John F. Kennedy. O carro, que deve mudar de dono por um valor estimado entre US$ 200 mil e US$ 300 mil (entre R$ 1,1 milhão e R$ 1,7 milhão), passou apenas por uma restauração da carroceria e ainda conserva o interior original da época, trazendo inclusive um telefone na cabine traseira.

Já o mais recente, um Continental conversível de 1963, é considerado o último carro a transportar com segurança o presidente, já que foi a limusine usada para transportar o Kennedy e a primeira-dama Jacqueline Kennedy na manhã do dia do assassinato. O veículo, que deve ser leiloado por um valor entre US$ 300 mi e US$ 500 mil (entre R$ 1,7 milhão e US$ 2,8 milhão), passou por um processo de restauração completo.


De acordo com a casa de leilão, pela importância história, os dois carros presidenciais da Lincoln (marca de luxo da Ford) estão sendo oferecidos como peças de coleção, sem autorização para uso em vias públicas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários