Volkswagen Fusca
Divulgação
Volkswagen Fusca pode voltar ao mercado, mas apenas movido a eletricidade, como parte da nova família com a plataforma MEB


A Volkswagen segue com os seus planos para a produção de uma recriação atual da Kombi. Recentemente, a montadora alemã anunciou investimentos para a compra de 800 robôs da empresa suíça ABB, que serão empregados na modernização da fábrica de Hanover (Alemanha) para a produção da versão de produção utilitário elétrico ID. Buzz, a partir de 2022.


Já que a interpretação para o Século XXI da Kombi "Corujinha" está perto de se tornar um carro de produção, não podemos descartar a possibilidade de uma recriação do Fusca. Atual presidente do conselho de administração do Grupo Volkswagen , Herbert Diess chegou a comentar esta possibilidade em 2017, numa entrevista para a publicação britânica Autocar .

Assim como a versão de produção do ID. Buzz, o novo Fusca poderia ser baseado sobre a plataforma MEB, criada especialmente para os elétricos da Volkswagen.


Do tipo modular, tem se mostrado extremamente versátil. Além do hatch pioneiro ID.3 e do SUV ID.4, ambos já em produção, a plataforma MEB já serviu de base para uma série de conceitos que vão da station wagon ID. Space Vizzion ao ID. Buzz, passando pelo buggy ID. Buggy .

Apesar de a Volkswagen ter investido no ano passado em uma campanha publicitária de despedida do nome, o Fusca é um produto muito icônico para ser descartado "para sempre" pela marca. Como mostra a trejetória do modelo ao longo da história.Confira abaixo o vídeo da nova família de elétricos da VW.


Apesar de ter sido descontinuado na Europa em 1979, o modelo original seguiu em produção no México até 2003. Em 1997, o Golf serviu de base para o 1º Fusca "moderno" (o New Beetle), que em 2011 foi substituído pelo carro que seria vendido no Brasil com o nome de Volkswagen Fusca.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários