Lamborghini
Reprodução/Youtube
Transportando um órgão para transplante, Lamborghini Huracán da policia italiana percorrer 500 km em apenas duas horas


A policia italiana usou um dos Lamborghini Huracan LP-610 de sua frota de viaturas esportivas para percorrer em apenas duas horas os cerca de 500 km que separam as cidas de Pádua e Roma.


A missão, na qual o esportivo manteve uma velocidade média de 230 km/h, não foi uma perseguição a um criminoso em alta velocidade. Mas o transporte de um rim que seria utilizado em um transplate na capital italiana. 

A façanha pode ser vista em um vídeo que foi publicada pela corporação nas redes sociais. Embora pareça uma extravagância usar um carro esportivo para esse transplante de órgãos, a estratégia é muito utilizada na Itália, onde além dos Lamborghini a força policial tem outros modelos de alto desempenho preparados para o transporte de órgãos.


De acordo com o Ministério da Saúde do país europeu, cerca de 60% dos órgãos para transplante são levados por via aérea, assim como acontece em outros locais do mundo.

Mas os carros acabam sendo úteis em casos mais urgentes (já que não é necessário fazer um planejamento prévio de um voo) ou em situações especiais, como a desse rim transportado de Pádua a Roma. Se tratava de um processo conhecido como doação cruzada, no qual um doador vivo aceita doar o órgão para um estranho, em troca de um rim para seu ente querido.

Equipado com um motor 5.2 V10 de 610 cv, tração integral e um câmbio automatizado de sete marchas e dupla embreagem, o Lamborghini LP 610-4 é capaz de atingir 325 km/h e acelerar de 0 a100 km/h em 3,2 segundos.

Desde o lançamento do modelo, em 2014, unidades do esportivo fazem parte das forças policiais da Itália, sendo adaptadas com equipamentos como um sistema refrigerado para o transporte de órgãos e até um desfibrilador portátil.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários