Mercedes
Divulgação
Mercedes-Benz Classe C: sedã passa a ser apenas importado depois do encerramento das atividades na fábrica em São Paulo

A Mercedes-Benz confirma que deixou de produzir os modelos Classe C e GLA na fábrica em Iracemápolis (SP). De acordo com comunicado enviado pela fabricante, a empresa tomou a decisão com base em vários fatores, incluindo a atual situação no mercado brasileiro.

Além disso, a marca diz que busca a melhor alternativa para seus 370 colaboradores da unidade, o que pode incluir um programa de demissão voluntária, entre outras possibilidades.

Segundo o Membro do Board da Mercedes-Benz AG, Produção e Cadeia de Suprimentos, Jörg Burzer, "a situação econômica no Brasil tem sido difícil por muitos anos e se agravou devido à pandemia da Covid-19, causando uma queda significativa nas vendas de automóveis premium. Ao longo do nosso processo de transformação, continuamos a reestruturar a nossa rede de produção global".

Ainda de acordo com o comunicado enviado à imprensa, a Mercedes-Benz comenta que continua comprometida com o Brasil e mantém uma forte presença no país com unidades de produção em São Bernardo do Campo, São Paulo ( Caminhões e Chassis de Ônibus) e Juiz de Fora, Minas Gerais (Cabinas de Caminhões).

Trata-se da terceira vez na história que a Mercedes decide encerrar a produção de automóveis no Brasil. A primeira foi em 2005, quando o subcompacto Classe A parou de ser montado em Juiz de Fora (MG), onde o CLC também deixou de ser montado, a partir de dezembro de 2010, há 10 anos. Com isso, a linha de automóveis da marca no País passa a ser toda importada.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários