A KBB Brasil realizou um levantamento que apontou os veículos que mais devalorizaram ao longo deste ano. A pesquisa foi feita com base na comparação entre o preço cobrado em janeiro pelo carro zero km de ano/modelo 2020 com o valor praticado pelos revendedores de veículos para esse mesmo automóvel em dezembro.


Enquanto carros como o SUV Toyota RAV4 e o esportivo Mercedes-AMG GT sofreram uma valorização de, respectivamente, 12,47% e 8,52% no período — o que segundo a KBB Brasil é resultado da combinação entre mercado aquecido e aumento nos preços dos carros novos —, vários modelos seguiram no sentido contrário e sofreram uma desvalorização de mais de 20% no período.

A liderança ficou com o sedã de luxo Jaguar XF (-24,6%), enquanto entre os modelos de marcas generalistas o pior resultado foi o da perua Fiat Weekend (-23,74%). Confira a relação completa a seguir.

1 - Jaguar XF

Jaguar XF
Divulgação
Jaguar XF: sedã de luxo perdeu 24,6% do valor de tabela ao longo de 2020, de acordo com pesquisa da KBB Brasil


Concorrente dos alemães Audi A6, BMW Série 5 e Mercedes-Benz Classe E, o inglês Jaguar XF foi o modelo que mais perdeu valor ao longo do ano, com uma desvalorização de 24,6% na comparação com o seu preço 0 km em janeiro.

No mercado brasileiro, o sedã está disponível em três motorizações 2.0 turbo de 250 e 300 cv, ou 3.0 V6 de 380 cv e custa a partir de R$ 356.950.

2 - Fiat Weekend

Fiat Weekend
Divulgação
Fiat Weekend: fora de linha, a única perua compacta que havia no Brasil, perdeu 23,7% do valor em 2020


Lançada em 1997, a station wagon Fiat Weekend foi o modelo mais popular do seu segmento ao longo dos anos 2000, tendo sido conhecido também como um dos primeiros carros de visual aventureiro lançados no mercado brasileiro.

Mas com a popularidade do segmento em baixa, o modelo acabou saindo de cena em janeiro deste ano. Algo que refletiu também na desvalorização da perua ao longo do ano, que foi de 23,74%.

3 - Audi A6

Audi A6
Divulgação
Audi A6: sedã médio gramde de luxo também ficou em desvalorização acima da média de 2020, chegando nos 21,2%


Concorrente direto do Jaguar XF, o Audi A6 ficou na 3ª colocação na lista dos carros que mais desvalorizaram ao longo de 2020, com uma variação de -21,16% na comparação com o preço do carro zero km no início do ano.

A geração mais recente do Audi A6 foi lançada em setembro de 2019 no mercado brasileiro. Está disponível por aqui em versão única, equipada com um motor 3.0 V6 de 340 cv.

4 - Citroën C4 Lounge

Citroën C4 Lounge
Divulgação
Citroën C4 Lounge: a marca precisa reagir no Brasil, onde vem perdendo cada vez mais participação. E o sedã C4 Louge desvalorizou 20,9%


Além do Fiat Weekend, o Citroën C4 Lounge é outro modelo que se despediu do mercado brasileiro em 2020, tendo o seu fim decretado em outubro.

Apesar de usar o motor 1.6 THP Flex de 173 cv, que era elogiado pelo bom desempenho, o modelo que era importado da Argentina, emplacou até novembro apenas 339 unidades. Essa baixa procura ajuda a explicar a desvalorização de 20,88%.

5 - Suzuki Jimny Sierra

Suzuki Jimny Sierra
Divulgação
Suzuki Jimny Sierra: nova geração do jipinho da marca japonesa perdeu 20,3% do seu valor de tabela em 2020


A nova geração do 4x4 Suzuki Jimny estreou no final do ano passado no mercado brasileiro, trazendo além do visual renovado um conjunto mecânico novo, com um motor 1.5 de 108 cv.

Importado do Japão, o modelo encanta pelo seu visual agradável, enqaunto e o seu preço de tabela inicial de R$ 119.990 coloca o modelo como um dos 4x4 mais acessíveis no mercado brasileiro. O que não agrada é a desvalorização , de 20,29%.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários