Volkswagen e-Golf
Divulgação
Volkswagen e-Golf será substituído pelo elétrico ID.3 na linha da marca alemã, que começa a lançar linha de elétricos com a base MEB

A Volkswagen encerra neste mês de dezembro a produção do e-Golf, versão elétrica do hatch médio que era o último representante da sétima geração do modelo ainda em produção.

Lançado em 2014 na Europa, e-Golf começou a ser produzido na fábrica de Wolfsburg e desde março de 2017 era fabricado também na unidade industrial de Dresden (Alamenha), que montou 50.401 de um total de 145.561 unidades do modelo.

Diferente do híbrido Golf GTE , que já conta com a sua versão de oitava geração, o Golf elétrico acabou substituído pelo novo ID.3, primeiro modelo da nova família Volkswagen ID . de carros elétricos.

Os novos rumos da marca alemã

O e-Golf saía de fábrica com um motor de 134 cv e tinha uma autonomia de até 190 km, além de atingir os 140 km/h de velocidade máxima. Marcas tímidas em comparação com o ID.3, que em sua variação mais potente usa um motor de 204 cv e pode rodar até 549 km com uma carga de bateria.

Em processo de modernização, a unidade industrial de Dresden — que é conhecida pelo nome de Fábrica Transparente, por conta da sua fachada envidraçada — começa a produzir o ID.3 em janeiro de 2021, reforçando a oferta do hatch que atualmente é feito apenas na fábrica de Zwickau, também na Alemanha.

O fim do e-Golf e a ampliação na capacidade produtiva do ID.3 chega em boa hora, já que Volkswagen iniciou recentemente também a fabricação do  ID.4 em Zwickau.

Volkswagen ID.4
Divulgação
Volkswagen ID.4: SUV 100% elétrico é o modelo da nova família com a base MEB a chegar ao Brasil até 2023

O SUV Volkswagen ID.4, que é o 2ª modelo da linha ID. e começou a ser comercializado este mês na Europa, e está cotado para vir também ao Brasil, já que a marca confirmou a intenção de trazer cinco veículos eletrificados para o país até meados de 2023.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários