Honda N-Box é o primeiro veículo equipado de série com o novo filtro; outros modelos devem adotar a novidade
Divulgação
Honda N-Box é o primeiro veículo equipado de série com o novo filtro; outros modelos devem adotar a novidade

Ao longo de 2020, nos acostumamos a utilizar um aparato que não estava presente no vestuário popular. Segundo pesquisadores, máscaras de proteção são a melhor forma para evitar contrair o novo coronavírus e outras doenças respiratórias – além do uso de álcool em gel e o distanciamento social.

A Honda anunciou que desenvolveu um novo filtro de ar que funciona da mesma forma que as máscaras. O Kurumask, ou “car-mask”, é capaz de filtrar 99,8% dos vírus que causam doenças respiratórias em 15 minutos, inclusive o agente da Covid-19. O recurso já pode ser adquirido no Japão.

Nos testes encomendados pela fabricante em um laboratório japonês, a tecnologia removeu 99,8% dos vírus em 15 minutos. Em 24 horas, o filtro teve efetividade de 99,9%, segundo a Honda.

“Queremos que os proprietários dos nossos carros se sintam seguros quando estiverem com as janelas fechadas e o ar-condicionado ligado”, diz Takaharu Echigo, desenvolvedor do Kurumask. De acordo com a Honda, o novo filtro tem validade de um ano. 

Você viu?

Kurumask, o novo filtro anti-Covid da Honda
Divulgação
Kurumask, o novo filtro anti-Covid da Honda

As entranhas do Kurumask são cobertas com “espinhos” de tamanho microscópico. Quando um vírus passa em uma corrente de ar, o aparato é capaz de impedir sua circulação, exatamente como nas máscaras de proteção que usamos no rosto. O time de desenvolvimento da Honda afirma que se inspirou na própria natureza, uma vez que libélulas utilizam um recurso semelhante para manter suas asas limpas.

O primeiro veículo no mundo a sair equipado de fábrica com o Kurumask é o Honda N-Box, monovolume compacto que leva apenas quatro passageiros. Outros modelos receberão a inovação ao longo de 2021.

A Honda também anunciou que está desenvolvendo um veículo especial para transportar pacientes que estejam positivos para o novo coronavírus, com a finalidade de proteger profissionais da saúde. Mais detalhes devem surgir ainda em janeiro do ano que vem.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários