Dacia Bigster: vai servir de base para o novo SUV médio que deverá ser vendido no Brasil  e outros países do Mercosul com a marca Renault
Divulgação
Dacia Bigster: vai servir de base para o novo SUV médio que deverá ser vendido no Brasil e outros países do Mercosul com a marca Renault

O Grupo Renault apresenta seus planos futuros a partir de uma nova estratégia definida no final do ano passado para suas fábricas no mundo, o que inclui o Mercosul. Na Europa, a ideia é desenvolver novos modelos elétricos e esportivos com a marca Alpine, que vai entrar na Fórmula 1 a partir da abertura da temporada 2021, que foi adiada para 28 de março próximo.

Em mercados como o do Brasil e Argentina é oferecer novidades baseadas nos produtos da Dacia .  Um deles fica por conta do SUV médio Bigster, cuja versão conceitual foi apresentada para antecipar como será o modelo que chegará ao Mercosul (inclusive no Brasil) para concorrer com Jeep Compass , VW Taos e Toyota Cross entre os principais rivais, sendo esses dois últimos com lançamentos previstos para o primeiro semestre de 2021.

Pelo porte do Bigster é possível que o novo SUV possa ter pelo menos uma versão com capacidade de levar sete ocupantes. E comforme disse o presidente do Grupo Renault , Luca de Meo, "este protótipo que estamos apresentando será desenvolvido pela Dacia, mas será vendido com a marca Renault em vários mercados". E isso é o que acontece na Argentina, no Brasil e outros países do Mercosul há quase 15 anos.

Você viu?

Assim como o Duster, a versão que será produzida em série do Bigster também deverá contar com visual que inspira robustez. A Renault ainda não confirma, mas é bem provável que o novo SUV médio deverá ser fabricado no Brasil para abastecer o Mercosul a partir da utilização da plataforma CMF-B.

SUV de maior valor agregado

VW Taos é um dos SUVs médios que vão chegar ao Brasil em 2021 para rivalizar com o líder do segmento, Jeep Compass
Divulgação
VW Taos é um dos SUVs médios que vão chegar ao Brasil em 2021 para rivalizar com o líder do segmento, Jeep Compass


Não é à toa que a Renault apostará em um SUV médio no Brasil. Trata-se de um modelo com maior valor aagregado e que tem mais margem de lucro, assim como acontece com outras novidades que estão para chegar ao Brasil do mesmo segmento, entre as quais o VW Taos (feito na Argentina e com chegada no primeiro semestre) e o Toyota Corolla Cross (fabricado em Indaiatuba-SP e lançamento previsto até o fim de março) que será o primeiro a ter versão híbrida flex.

Além da Volkswagen e da Toyota, a Nissan também deverá trazer um SUV médio ao Brasil, o X-Trail . Mas o carro ainda não tem data para chegar Ele será importado do Complexo Industrial de Aguascalientes, no México, e será beneficiado pelo acordo de livre comércio entre os países.Terá motor 2.5 aspirado de 183 cv de potência e 25 kgfm de torque, com transmissão automática do tipo CVT.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários