VW Taos
Divulgação
Volkswagen Taos chega para ficar entre T-Cross e Tiguan na linha de SUVs da marca; futuro Atlas deverá fechar a gama

O México é o primeiro país do ocidente a receber o Taos , novo SUV médio da Volkswagen que será vendido no Brasil em 2021. O modelo parte de 499 mil pesos (R$ 117 mil) na versão básica Trendline, passa por 499 mil pesos (R$ 130 mil) na versão Comfortline e chega a 535 mil pesos (R$ 140 mil) na versão Highline.

Produzido em Puebla (México) para abastecer toda a América do Norte, o novo Volkswagen Taos estreia com seis airbags, central multimídia VW Play com conectividade sem fio do celular e monitoramento de pressão dos pneus. Controle de estabilidade e tração, sistema de frenagem automática, alerta de tráfego cruzado, carregador por indução e display digital também serão itens de série.

A versão Comfortline conta com central multimídia de 10 polegadas, bancos com ajustes elétricos, sensores de estacionamento e rodas de liga leve aro 18, enquanto o modelo Highline traz detalhe em LED na grade frontal, ar-condicionado dual-zone e opções de iluminação ambiente.

O motor do Taos mexicano será o mesmo 1.4 TSI de 150 cv e 25,5 kgfm de torque que podemos aguardar no modelo que será vendido no Brasil, com produção na Argentina. O câmbio é do tipo automático, de seis marchas.

No Brasil


Conhecido inicialmente como Projeto Tarek , o Volkswagen Taos que virá ao Brasil será fabricado em Pacheco (Argentina), ao lado da picape média Amarok . Em apresentação oficial, a fabricante confirmou central multimídia com pareamento Android Auto e Apple CarPlay, display 100% digital e carregador de celular por indução. 

No pacote de tecnologia, o futuro rival do Jeep Compass conta com sistema de frenagem automática em manobras, detector de pedestres e regulagem dinâmica dos faróis. Informações sobre suas proporções, bem como a capacidade do porta-malas, ainda não foram reveladas pela Volkswagen.

O novo Volkswagen Taos deverá ficar na faixa de R$ 120 mil nas versões básicas, chegando a R$ 150 mil nos modelos mais completos. Sua chegada poderá decretar o fim das versões de cinco lugares do Tiguan Allspace , para evitar a “canibalização” de produtos na faixa dos R$ 150 mil. A informação ainda não foi confirmada pela fabricante.

    Veja Também

      Mostrar mais