Suzuki Burgman 400 2021: modelo recebe novidade, mas hoje em dia não é vendida no mercado brasileiro
Divulgação
Suzuki Burgman 400 2021: modelo recebe novidade, mas hoje em dia não é vendida no mercado brasileiro


A linha 2021 do scooter Suzuki Burgman 400 acaba de estrear no exterior, trazendo como novidades, além do motor no padrão Euro 5, a incorporação de novos equipamentos e de leves alterações no visual.


Mantendo o duplo comando, o motor monocilíndrico, de 400 cc de cilindrada do Suzuki Burgman 400 foi modificado para se adequar aos limites mais restrituivos da norma de emissões Euro 5. Além de um novo catalisador, recebeu novos pistão e comandos de válvulas, duas velas de ignição e modificações no sistema de injeção de combustível, com o objetivo de compensar as mudanças feitas para melhorar a eficiencia do propulsor. O resultado foi a redução apenas de 2 cv na comparação com a linha 2020, passando para 29 cv.

Você viu?

Já a lista de equipamentos de série incorporou também um novo sistema de freios ABS, controle eletrônico de tração, o Easy Start — que permite dar a partida no motor apenas com um breve toque no botão — e um novo quadro de instrumentos com computador de bordo, que exibe informações como o consumo médio e instantâneo, temperatura ambiente e autonomia. 

Já no visual, as únicas novidades foram a adoção da farol e lanterna de LED e da nova opção de cor prata fosco. O assento do scooter do Suzuki também foi alterado, ganhando uma espuma mais espessa, de 78,5 mm, e costuras em azul.



Não há previsão para venda do Suzuki Burgman 400 no Brasil. Por aqui, apesar do sucesso que o modelo fez nos anos 2010, a linha deixou de ser oferecida em 2019 pelo Grupo J. Toledo, que representa as motos da marca japonesa no país, mas oferece somente scooters da chinesa Haojue e da tailandesa Kymco no País.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários