Hyundai Santa Cruz saindo da linha de montagem da marca na unidade de produção em Montgomery, nos EUA
Divulgação
Hyundai Santa Cruz saindo da linha de montagem da marca na unidade de produção em Montgomery, nos EUA

Depois do sucesso da Fiat Toro, outras fabricantes passam a apostar no segmento de picapes menores que as médias e maiores que as leves, que foram populares no Brasil até a década passada, mas entraram em franco declínio, já que temos apenas dois modelos à venda atualmente: Strada e Saveiro. Com boas chances de chegar ao mercado brasileiro, a nova Hyundai Santa Cruz começa a ser fabricada nos EUA.

A primeira picape da Hyundai chega aos EUA no segundo semestre quebrando paradigmas entre os norte-americanos, acostumados com utilitários grandes. De qualquer forma, a Santa Cruz passou por um longo período até receber o sinal verde para ser produzida e conta com atributos que deverão ajudar a se destacar nas vendas.

Assim como a Fiat Toro , a Hyundai Santa Cruz tem como um das principais características o jeito de SUV, o que inclui a versatilidade e o comportamento ágil em movimento. Também chama atenção o desenho arrojado com itens como os faróis dianteiros 100% integrados à grade frontal. Quando as luzes em LED estão apagadas, não é possível distinguir onde os lustres estão localizados.

Outro detalhe que mostra que o arrojo é importante entre as novas picapes intermediárias entre as médias e leves fica por conta nas lanternas de LED invadindo a tampa da caçamba . Acima do para-choque, a Hyundai inseriu o nome ‘Santa Cruz’ em relevo.

O novo modelo tem 4,97 metros de comprimento (contra 1,94 m da Toro) , 1,90 m de largura (contra 1,84 m), 1,69 m de altura (contra 1,74 m) e 3 m de entre-eixos (contra 2,9 m). As medidas são próximas da futura Ford Maverick , modelo que também é promessa para o Brasil em 2022.

Você viu?

A parte de dentro da Hyundai Santa Cruz também se aproxima dos SUVs não apenas pela posição de dirigir e pelo conforto, mas também pela central multimídia de 10 polegadas, instalada em moldura preta, que conta com GPS nativo e pareamento Android Auto e Apple CarPlay. À frente do motorista, o cluster 100% digital pode ser configurado pelo volante multifuncional.

A Hyundai escondeu porta-objetos por toda a carroceria, com destaque para um localizado abaixo do banco traseiro. Entre os acessórios, a fabricante disponibilizou uma proteção para a porta da caçamba , caso o proprietário queira transportar bicicletas.

A Santa Cruz conta com duas opções de mecânica na América do Norte: as versões de entrada terão o motor 2.5 aspirado com injeção direta , capaz de desenvolver 190 cv de potência e 25 kgfm de torque. O câmbio é automático de oito marchas.

Os modelos mais caros levam motor 2.5 turbo a gasolina de 275 cv de potência e 42,9 kgfm de torque, mas dessa vez com câmbio automatizado , de oito marchas. Em ambos os casos, a tração é integral.

Há boas chances da Hyundai Santa Cruz vir ao Brasil, a partir de 2022, uma vez que o mercado de picapes no país tem se mostrado aquecido. Na carona do sucesso da Fiat Toro , a Ford deverá trazer a Maverick, a GM já confirmou que fará uma nova picape (que poderá se chamar Montana) e a VW estuda lançar a Tarok , que foi mostrada como protótipo no Salão do Automóvel, em novembro de 2018.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários