Anúncio do Honda City com novo sistema Google Assistance
Divulgação
Anúncio do Honda City com novo sistema Google Assistance

A nova geração do Honda City ganhou o novo sistema de conectividade Google Assistance na Índia. Trata-se de um novo recurso para o sedã compacto, que já contava com a funcionalidade Amazon Alexa para comandos remotos. Ainda não é certo se a tecnologia estará no modelo nacional, previsto para estrear na inédita versão hatchback no fim de 2021.

O sistema Google Assistance serve de concierge para o motorista. Basta utilizar os comandos de áudio e dizer “Ok, Google” para que o sistema seja acionado, da mesma forma que ocorre com a Siri em dispositivos iOS. O Assistance conta com 4 funcionalidades e pode atender até 36 pedidos do motorista.

O Google Assistance é conectado ao sistema Honda Connect. Dessa forma, o motorista pode conferir informações sobre o veículo de forma remota, pelo smartphone. O aplicativo mostra onde o carro está estacionado, consumo de combustível, custo de manutenção e agendamento de serviços na concessionária.

“Os clientes procuram soluções que possam facilitar suas vidas em um ecossistema recheado de tecnologia. Estamos felizes em apresentar o Google Assistant como novo recurso da interface Honda Connect”, diz Rajesh Goe, vice-presidente de vendas e marketing da Honda Índia. 

Brasil

Segundo o site Automotive Business, a terceira geração nacional do Honda City chega ao mercado brasileiro em dezembro de 2021. No mês seguinte, a Honda deve iniciar a divulgação do sedã, que deve ser lançado ainda no primeiro trimestre de 2022. 

O lançamento do City hatchback marca a entrada da Honda em um novo segmento. Apesar do Fit ter versões com preços compatíveis com os hatches compactos, a fabricante japonesa não entende que a monovolume é rival direta de Onix, Polo e Argo.

O novo Honda City será produzido em Itirapina (SP), ao lado de Fit, WR-V e HR-V, como novo modelo de entrada da fabricante. Ele terá o motor 1.5 da geração atual com melhorias para entregar mais potência e torque. O câmbio continua sendo do tipo CVT, com simulação de 7 marchas. A chegada do novo motor 1.0 turbo, de três cilindros, ainda é uma dúvida no Brasil.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários