Citroën C3 se transformou em um 'crossover' na versão 2022; novos modelos serão baseados nele
Divulgação
Citroën C3 se transformou em um 'crossover' na versão 2022; novos modelos serão baseados nele

O Grupo Stellantis confirma a produção de outros dois modelos da Citroën na fábrica de Porto Real (RJ). Eles serão lançados em 2023 e 2024, após a chegada da nova geração do C3 que está marcada para o ano que vem.

A marca francesa falou pouco sobre o modelo. Segundo Vanessa Castanho, responsável pela Citroën na América do Sul, os novos produtos serão adaptados às necessidades da região, com grande foco na exportação. “Não podemos falar mais, mas garanto que são produtos que as pessoas vão amar”, disse a executiva em entrevista ao Argentina Autoblog. 

A Citroën não confirma, mas os modelos marcados para estrear nos próximos anos serão produzidos sob a mesma plataforma CMP dos novos 208 e C3 . Rumores apontam que a fabricante terá um hatchback inédito na mesma categoria do Renault Kwid e um sedã compacto para disputar com o Chevrolet Onix Plus. 

Assim como a nova geração do C3, os novos modelos também serão produzidos na Índia, com foco na exportação para mercados emergentes da Ásia. No caso do novo sedã, a principal aposta fica por conta do C3L , que já foi registrado no Brasil no site do Inmetro , em novembro do ano passado.

Leia Também

O renascimento da Citroën

Citroën C3L deverá ser o sedã que será feito em Porto Real (RJ) até 2024, com a mesma base CMP do C3 SUV
Divulgação
Citroën C3L deverá ser o sedã que será feito em Porto Real (RJ) até 2024, com a mesma base CMP do C3 SUV

Até o começo deste ano, a Citroën era uma fabricante com veículos de pouco apelo. Isso ficou muito claro em abril, quando a marca tirou os modelos C3, C3 Aircross e C4 Lounge de linha , mantendo apenas o SUV C4 Cactus e os veículos comerciais.

O Grupo Stellantis terá a difícil tarefa de utilizar a ‘moral’ de marcas consolidadas como Fiat e Jeep para alavancar as vendas de Peugeot e Citroën em toda a América Latina.

Neste processo, a empresa terá foco na exportação. Sendo assim, o Citroën C3 europeu pode sair de linha no Chile, Paraguai, Colômbia, Equador e Uruguai para dar lugar ao modelo produzido no Rio de Janeiro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários