Funcionários da Volkswagen posam ao lado de Fox e T-Cross; produção será totalmente incorporada pelo SUV
Divulgação
Funcionários da Volkswagen posam ao lado de Fox e T-Cross; produção será totalmente incorporada pelo SUV

Após o vazamento da informação, a Volkswagen confirma que o Fox sairá de linha no Brasil. Produzido em São José dos Pinhais (PR) desde 2003, o hatchback compacto deixa de ser produzido após 18 anos de sucesso no mercado brasileiro. Sua linha de montagem será totalmente incorporada pelo T-Cross, que atingiu a marca de 200 mil unidades produzidas nesta semana.

A última unidade do Fox saiu da linha de montagem na versão aventureira Xtreme, na cor Vermelho Tornado. Ele será levado para o acervo da Volkswagen do Brasil em São Bernardo do Campo (SP), onde será exposto ao lado de outros modelos emblemáticos do nosso mercado .

Conforme apurado pela reportagem do iG Carros , concessionárias da Volkswagen não receberão novos lotes do Fox. Restam poucas unidades nos estoques de alguns lojistas – e a partir do momento em que forem vendidas, o hatchback estará totalmente esgotado.

As concessionárias que ainda têm o VW Fox disponível estão praticando preço cheio. A versão Connect tem preço sugerido de R$ 61.690, ante R$ 65.590 do  Gol 1.0 , que passa a ser o carro mais em conta da marca à venda no Brasil hoje em dia.

Leia Também

Leia Também

Para fazer parte da linha de compactos da VW vai chegar em 2022 o  VW Polo Track , que será fabricado em Taubaté (SP), que será um veículo de entrada da linha para a região do Mercosul que poderá ser exportado para outros mercados fora da América do Sul.

O desempenho do Fox continua chamando atenção nas concessionárias. Em setembro, a Volkswagen emplacou 2.341 unidades da ‘raposa’, contra apenas 759 unidades do Polo. 

A saída do VW Fox de linha é forçada pelas novas regras de ruídos e emissões estabelecidas pelo Proncove L7, que começam a valer a partir de 1º de janeiro de 2022. Trata-se de caso parecido com o da saudosa  VW Kombi , cuja produção foi encerrada no final de 2013 por causa da nova lei que exigia airbag e ABS em todos os carros fabricados no Brasil a partir de 2014.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários