Mercedes-Benz Drive Pilot que dispensa o uso das mãos no volante, mas o motorista pode ter que assumir o controle
Divulgação
Mercedes-Benz Drive Pilot que dispensa o uso das mãos no volante, mas o motorista pode ter que assumir o controle

A Mercedes-Benz trabalha com autoridades nos Estados Unidos e na China para certificar seu sistema de direção autônoma de nível 3, o Drive Pilot, conforme informações da agência de notícias Reuters.


A marca obteve a aprovação das autoridades locais para implantar um sistema autônomo de nível 3 na Alemanha em dezembro passado. O Classe S juntou-se ao Honda Accord como o único veículo autônomo certificado Nível 3 (mãos livres) do mundo a receber tal certificação.

O objetivo é ter os primeiros veículos certificados para condução de Nível 3 em 2022 nos EUA, e logo depois na China. Embora o sistema possa controlar freio, aceleração e direção , a atenção do motorista ainda é necessária caso seja necessário retomar o controle.

Mercedes-Benz Drive Pilot deverá equipar primeiramente os modelos mais  sofisticados da marca alemã
Divulgação
Mercedes-Benz Drive Pilot deverá equipar primeiramente os modelos mais sofisticados da marca alemã


Na escala SAE de capacidade de direção autônoma, isso está um degrau acima do que a Tesla está oferecendo com seu piloto automático, que é considerado um sistema de nível 2. O Tesla Full Self-Driving atingir o nível 4, e a previsão é de atingir até o final deste ano.

A Mercedes-Benz planeja oferecer o sistema de direção automatizada Drive Pilot na Alemanha no Classe S e EQS , a partir do primeiro semestre do ano. Por enquanto, o sistema pode estar habilitado e funcionar em velocidades só de até 60 km/h.

Outra empresa que está desenvolvendo o seu sistema de direção autônomoa é a Volvo , chamado Ride Pilot . A marca sueca iniciará os primeiros testes na Califórnia ainda no segundo semestre deste ano.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários