Lexus RZ 450e:  trata-se de uma versão com aspecto mais sofisticado dos modelos Toyota bZ4x e Subaru Solterra
Divulgação
Lexus RZ 450e: trata-se de uma versão com aspecto mais sofisticado dos modelos Toyota bZ4x e Subaru Solterra

A Lexus revela nesta semana o RZ, seu novo crossover elétrico feito em parceria com Toyota e Subaru. Desenvolvido a partir da plataforma e-TNGA EV, da Toyota, o modelo da Lexus é uma versão mais luxuosa do Toyota bZ4x e Subaru Solterra.

Equipado com dois motores elétricos posicionados sobre cada eixo, o Lexus RZ 450e é capaz de gerar 313 cv e 44 kgfm de torque disponíveis instantaneamente, e é o primeiro  modelo da marca a contar com o sistema “Direct4”, que controla a distribuição de torque entre os eixos dianteiro e traseiro de 0 a 100% em milissegundos.

O RZ 450e é capaz de ir de 0 a 100 km/h em 5,6 segundos, e a velocidade máxima é limitada em 160 km/h. O modelo é equipado com uma bateria de íon-lítio de 96 células e 71,4 kWh e de acordo com a Lexus ,  o carro oferece mais de 400 km de autonomia no ciclo WLTP. A marca não informou tempo de carregamento.

O visual segue a tendência de design da Lexus , porém, não tem tantos recortes, os faróis são de LED, e o grande destaque é a possibilidade da pintura em dois tons, integrando a “grade”, capô e teto, dando um contraste com a cor do veículo e passando a impressão de ser uma peça única. Na traseira, uma grande lanterna de LED posicionada logo abaixo do vidro, dá ao RZ um ar musculoso e imponente.

Leia Também

O interior do Lexus não desaponta, é simples e luxuoso com bancos de couro, um opcional de teto solar panorâmico que escurece automaticamente, uma tela com informações essenciais atrás do volante, e uma de 14 polegadas sensível ao toque que comanda o sistema de infotenimento do veículo e iluminação ambiente projetada na forração das portas.

Leia Também

Leia Também


Mas todo esse luxo e requinte não é o principal destaque do RX, e sim um volante opcional inspirado nos manches de aviões, similar ao oferecido no Tesla Model S . Segundo a marca, esse volante existe graças à tecnologia “steer by wire” ou direção por fios, na tradução literal. O sistema de direção mecânico é substituído por um atuador que se comunica com a caixa de direção eletronicamente.

Além disso, o RZ ainda possui sistemas de pré-colisão, e na Europa receberá um sistema de condução proativo, que utilizará uma câmera montada na dianteira do veículo para corrigir a trajetória quando necessário. Além disso, o modelo ainda é equipado com um dispositivo que não abre as portas do veículo caso detecte a aproximação de algum veículo ou ciclista.

A marca não divulgou preços, mas sabe-se que será mais caro que o Toyota bZ4x , que na versão Limited, topo de linha, é oferecido por US$ 48.780 nos Estados Unidos, cerca de R$ 226 mil na conversão simples.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários