Sedã elétrico da Caoa Chery da frota da 99, que busca aumentar o volume de estações de recarga
Divulgação
Sedã elétrico da Caoa Chery da frota da 99, que busca aumentar o volume de estações de recarga

Buscando tornar o acesso à veículos elétricos mais popular no Brasil, a CAOA Chery fecha parceria com mais sete empresas para não só facilitar o acesso à esses veículos, mas também aumentar postos de carregamentos.

A Aliança pela Mobilidade Sustentável, é uma iniciativa da 99 que busca aumentar a frota de veículos elétricos para seus clientes e motoristas, a estrutura necessária para a recarga desses modelos, e também a participação dos elétricos no mercado, dos 2% atuais para 10%.

Assim, a empresa espera que, até 2030, toda a frota disponível em seu aplicativo de transporte urbano seja elétrica.

O projeto conta com grandes empresas do setor de energia , como Raízen e Ipiranga, Movida e Unidas de aluguel de carros, e também empresas focadas em carregadores elétricos como Tupinambá Energia e Zletric.

“A revolução da mobilidade urbana com veículos elétricos e híbridos já é uma realidade global e agora começa a chegar ao Brasil. São iniciativas como essa que vão fortalecer a mudança no cenário brasileiro e desenvolver uma infraestrutura compatível com essa forma de dirigir.” diz Ethan Zhang, CEO da planta de Jacareí da CAOA Chery. 

A iniciativa irá discutir formas para impulsionar a estrutura para eletrificar a frota brasileira, além da criação de postos públicos de recarga , a parceria irá buscar reduzir barreiras para a aquisição de veículos elétricos ou locação por parte de motoristas de aplicativos.

Leia Também

Foco das ações para popularizar o uso de carros elétricos será na cidade de São Paulo
Divulgação
Foco das ações para popularizar o uso de carros elétricos será na cidade de São Paulo

 “A adoção de carros elétricos subiu 100% em um ano. Esses automóveis possuem menos impacto ambiental , e também reduzem custos com combustível em até 75%, mas ainda são muito mais caros do que os convencionais”, diz Thiago Hipólito, diretor do DriverLAb da 99.

“Construímos a aliança para deixar esses modelos mais acessíveis para os motoristas e para as pessoas que mais precisam deles." Concluiu.

Para alcançar os objetivos, a aliança estipulou metas a serem cumpridas nos próximos anos: Chegar a 10 mil estações públicas de carregamento no país (atualmente existem 1.250) e lançar no mínimo 300 veículos elétricos em aplicativos da 99 até o final de 2022.

Além disso, a meta da 99 é zerar a emissão de carbono até 2030, quando a frota do aplicativo será totalmente elétrica, segundo o planejamento, hoje, 48% da emissão de CO2 do Brasil vem do setor de transporte.

A iniciativa irá focar na cidade de São Paulo, e planeja transformar a cidade em um pólo de inovação e implementação de medidas de mobilidade urbana elétrica.

A aliança pretende, ainda, envolver cada vez mais parceiros ao longo do tempo, incluindo a iniciativa privada, o poder público e o terceiro setor, para fortalecer ainda mais a mobilidade urbana sem emissão de poluentes.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários